ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Esportes> Futebol

LANCES - Nigéria x Espanha, Copa das Confederações -Estadão

Partida válida pela 3.ª rodada da fase de grupos

  • A+
  • A-
  • Assine a newsletter
Nigéria
0x3
 Espanha
  • Terminamos nossa transmissão por aqui! Obrigado por sua companhia! Até a próxima!!

  • Na quarta-feita, o Brasil encara o Uruguai no Mineirão (Belo Horizonte), às 16h. A Espanha volta a campo na quinta-feira para enfrentar a Itália, na Arena Castelão (Fortaleza), às 16h.

  • GONÇALO JUNIOR: A vitória da Espanha sobre a Nigéria reafirmou a hegemonia da equipe de Xavi e Iniesta, que não costuma dar espaço para zebras. A vitória tranquila apresentou, no entanto, duas inovações táticas: os lançamentos longos da defesa (Piqué lançou Soldado, que perdeu o gol; Xavi achou Alba para fechar o placar) e os avanços em diagonal dos laterais. Como os marcadores estão cada vez mais atentos ao cadenciado jogo espanhol, Del Bosque busca alternativas para surpreender os rivais.

  • FIM DE JOGO

  • 48’

    O árbitro dá o apito final!

  • GONÇALO JUNIOR: Preocupada com o desgaste físico, a Espanha diminui o ritmo e troca passes de maneira mais lenta que o normal. A Nigéria, também cansada, não consegue o volume de jogo da primeira etapa. Um lançamento genial de Xavi, contrariando a prática de atacar sempre em grupo, encontra Alba, sozinho, para marcar o terceiro gol e se consolidar como o destaque do jogo.

  • 46’

    Torres escapa pelo lado direito e busca Villa, que não alcança

  • 45’

    Mais três minutos de acréscimo

  • 43’

    GOOOOOOOOOLLLLLLLLLL!!!!

    Alba parte sem marcação do campo de defesa, finta Enyeama e rola para a rede. é o segundo gol do lateral do Barcelona no jogo!

  • Análise: O jogo parece decidido neste momento. A experiênte seleção espanhola consegue manter a posse de bola e já se poupa para a fase eliminatória da competição

  • 41’

    Villa , que entrou em campo há 10 minutos, tabela com Silva e finaliza, de perna esquerda, por cima do gol

  • 39’

    Enyeama divide com Torres e impede o terceiro gol da Espanha

  • 38’

    Musa, agora pelo lado direito, consegue limpar a marcação e bate , sem direção, pela linha de fundo

  • 35’

    Neste momento a torcida canta: Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor... e aparecem alguns cartazes a favor das manifestações ocorridas nas últimas semanas pelo Brasil

  • 33’

    Público pagante na Arena Castelão: 51.263

  • 32’

    Iniesta faz ótima jogada e lança para Silva. O meia, do lado direito, corta para o centro e bate, de perna esquerda, mas a bola bate na defesa

  • 29’

    PERDEU!!! Musa consegue achar Gambo livre do lado esquerdo, o atacante domina e bate, de canela, pela linha de fundo

  • 28’

    A Espanha volta a tocar a bola no meio de campo, sem muito objetividade

  • 26’

    Substituição na Nigéria: Gambo entra no lugar de Akpala

  • 25’

    Pedro recebe a bola dentro da área, dá lindo drible no marcador e bate colocado, mas a bola explode na zaga e não entra

  • Análise: A Nigéria não consegue criar as mesmas oportunidades como no primeiro tempo e dá muito espaço Espanha. A equipe melhorou muito com as alterações de Del Bosque, colocando Silva e Torres em campo

  • 21’

    Iniesta toca para Torres, no comando do ataque, mas a zaga se recupera e toca para a linha de fundo

  • GONÇALO JUNIOR: O treinador Vicente Del Bosque percebeu que o Espanha diminuiu bastante o ritmo e decidiu mexer: David Silva no lugar de Fabregas e Torres para a saída de Soldado. A entrada de Fernando Torres foi providencial: ansioso para recuperar uma vaga entre os titulares, mostrou mais vontade e movimentação do que o sucessor e já marcou o segundo gol. Soldado fez uma partida com dois gols perdidos e muitos erros de passes.

  • 18’

    Substituição na Nigéria: Ogu entra no lugar de Mba

  • 17’

    GOOOOOOOOOLLLLLLLLLL!!!!

    Silva toca para Alba na linha de fundo, o lateral passa para Torres, de peixinho, escorar para o fundo do gol. Com dois minutos em campo, o atacante marca seu 5.º gol na Copa das Confederações e se isola na artilharia

  • 14’

    Substituição na Espanha: Fernando Torres entra no lugar de Soldado

  • 14’

    Musa comete falta em Alba, que fazia bela jogada pela esquerda

  • 13’

    Silva consegue achar Pedro livre entre os zagueiros, só que o atacante não domina e a bola sobra para o goleiro

  • 11’

    Pedro passa de calcanhar para Alba. O lateral consegue tocar para a área, mas ninguém fecha para completar o lance

  • 8’

    Substituição na Espanha: Entra Silva no lugar de Fabregas

  • 8’

    Na cobrança, o camisa 6 toca com classe, buscando o canto. A bola toca na parte de cima da rede, assustando Enyeama

  • 7’

    Falta perigosa para Espanha da meia lua. Xavi está com a bola!

  • 6’

    Musa consegue disparar pela ponta direita e cruzar para Ideye. O atacante recebe livre, sem Váldes, que tentou contar o cruzamento e errou, mas não acerta a finnalização

  • 3’

    Iniesta tabela com Alba e Ambrose consegue contar o lance

  • 2’

    Villa e Fernando Torres estão no aquecimento. Um dos dois deve entrar no lugar de Soldado na segunda etapa

  • 1’

    Akpala pede, efusivamente, lateral para a Nigéria

  • 1’

    A bola está rolando no Castelão!

  • SEGUNDO TEMPO

  • Sem alterações nas equipes!

  • As equipes já estão no gramado para a etapa final!

  • Análise: A Nigéria está ficando de fora da Copa das confederações com este resultado. A segunda etapa promete muito ímpeto por parte dos africanos e, por consequência, espaço para a Espanha atacar

  • GONÇALO JUNIOR: A Espanha diminuiu o ritmo na metade final do primeiro tempo e permitiu que a Nigéria equilibrasse a partida em relação às finalizações. A movimentação dos africanos cria problemas para a zaga espanhola, que se viu em apuros em pelo menos dois momentos. Busquets tem dificuldades no meio e Arbeloa não consegue conter Musa.

  • INTERVALO

  • 47’

    No último lance do primeiro tempo Xavi bate falta para a área e Sergio Ramos cabeceia no centro do gol. Enyeama defende e Joel Aguilar apita o final da primeira etapa!!!

  • 46’

    Soldado tenta tocar para Arbeloa e erra. A torcida aproveita para vaiar o atacante que perdeu muitas oportunidades durante o primeiro tempo

  • 45’

    Joel Aguilar aponta mais dois minutos de acréscimos

  • Análise: Nigéria continua assustando, mas a Espanha encontra espaços para ficar a todo momento na frente de Enyeama e falta pouco para os comandados de Del Bosque ampliarem o placar

  • 41’

    Iniesta tenta surpreender Enyeama e chuta do meio de campo. A bola quase saiu pela lateral

  • 39’

    NA TRAVE!!! Soldado encontra Fabregas no meio da área. O camisa 10 finaliza sem marcação e a bola bate na trave

  • GONÇALO JUNIOR: Embora tenha menor posse de bola (61 a 39%), a Nigéria usa com objetividade os seus três atacantes. Com velocidade, a equipe já conseguiu nove finalizações, contra apenas seis da Espanha. As chances dos espanhóis, no entanto, foram claras: Soldado perdeu dois gols.

  • 36’

    Mikel toca para Musa no comando de ataque. O árbitro marca novo impedimento

  • 33’

    Pedro pedala para cima de Ideye, o camisa 11 cai e Joel Aguilar manda o jogo seguir

  • 31’

    Ambrose vira o jogo de três dedos e recebe aplausos da torcida. O público está claramente torcendo para os africanos

  • 30’

    Soldado fica novamente cara a cara com Enyeama e bate em cima do goleiro, escanteio para a Espanha

  • 29’

    Soldado e Fabregas tentam infiltrar na zaga nigeriana e Echiéjilé consegue afastar

  • 28’

    Ambrose avança pela lateral direita e cruza. Akpala sobe mais que a zaga e cabeceia para baixo. Valdés pega sem dificuldades

  • 26’

    No contra-ataque, Musa arranca pela esquerda e tenta tocar para Akpala, Sergio Ramos corta

  • 25’

    Soldado recebe passe no ataque e finaliza forte, de perna esqueda, para a defesa de Enyeama

  • Análise: A seleção da Espanha deixou de atacar após marcar o primeiro gol, neste momento as melhores chances são criadas pela Nigéria.

  • GONÇALO JUNIOR: A Espanha adota o mesmo estilo que já se tornou clássico - a troca de bola insistente até a aceleração para a definição da jogada -, mas com uma variação importante: o avanço pelas laterais. Como a maioria dos rivais está acostumada a congestionar o meio, os espanhóis utilizam com frequência a entrada de Alba e Arbeloa pela diagonal. Foi assim que saiu o gol, logo aos 3 minutos.

  • 22’

    IMPEDIDO! Em cobrança de falta, Valdés tromba com Pique e Akpala, na sobra, Musa fica em posição de impedimento

  • 19’

    DEFENDE!!! Valdés consegue evitar que a finalização de Ideye

  • 17’

    A torcida no Castelão canta Nigéria... Nigéria... nas arquibancadas

  • 13’

    Substituição na Nigéria: Egwuekwe entra no lugar de Omeruo Omeruo

  • 12’

    Os jogadores da Espanha pedem pênalti

  • 12’

    A zaga afasta e Pedro puxa rápido contra-ataque. O atacante chega na área, finta a marcação e cai

  • 11’

    Mikel sobra com a bola na marca do pênalti, tenta tirar de Valdés, a bola desvia na zaga e sai, escanteio!

  • 9’

    Fabregas recebe lindo passe de Iniesta e fica na cara do goleiro. Oboabona consegue evitar a finalização e acaba se machucando. Escanteio para a Espanha

  • 7’

    A Espanha troca passes no meio de campo há quase 1 minuto

  • 5’

    Arbeloa e Pedro trocam passes no ataque e acionam Fabregas, mas o meia acaba perdendo a bola para Oboabona

  • 3’

    GOOOOOOOOOLLLLLLLLLL!!!!

    Após rápida troca de passes, Alba aparece no ataque, finta três marcadores e bate rasteiro no canto de Enyeama. A Espanha abre o placar logo no início da partida

  • 1’

    Iniesta já assusta. O meia limpa a marcação e bate rasteiro para a defesa de Enyeama

  • 1’

    Rola a bola! Começa a partida na Arena Castelão, em Fortaleza

  • PRIMEIRO TEMPO

  • Dentro de campo, as equipes da estão no gramado e prontas para começar a partida

  • Fora do estádio a Polícia Militar, a Guarda Nacional e a Polícia Rodoviária Federal já estão de prontidão para evitar a marcha dos manifestantes. Barreiras num raio de dois quilômetros quadrados no entorno da Arena Castelão estão montadas

  • Com campanha irretocável até aqui, a Espanha tem o melhor ataque (12 gols) e a melhor defesa (sofreu apenas um tento)

  • Depois de mandar a campo o time reserva contra o Taiti, a Espanha voltará com força máxima no seu compromisso diante da Nigéria, válido pela terceira rodada do Grupo B da Copa das Confederações. A única ausência é o goleiro Casillas, em seu lugar joga Valdés

  • A Espanha tem a seu favor, além de um grande time, um impressionante retrospecto de 27 partidas de invencibilidade em competições oficiais. A última derrota foi na estreia na Copa do Mundo de 2010 (1 a 0 para a Suíça)

  • A Espanha tem 11, a Nigéria está com quatro e o Uruguai com zero. Daí a necessidade de um triunfo, já que a Celeste encara o saco de pancadas da chave

  • Os nigerianos têm três pontos ao lado do Uruguai, que enfrenta o Taiti no outro jogo do grupo e não deve ter dificuldades para vencer com margem larga de gols. Dessa forma, se ambos vencerem haveria um triplo empate em número de pontos e a classificação seria definida no saldo de gols

  • Um o número de manifestantes que pretende marchar para Arena Castelão por ocasião do jogo Espanha x Nigéria. Cerca de 500 pessoas estão concentradas desde o meio dia no início da Avenida Alberto Craveiro, principal via de acesso ao estádio. As barreiras policiais estão montadas. Os manifestantes mais cedo interditaram por 10 minutos a BR-116. As seleções da Espanha e da Nigéria já estão na Arena Castelão.

  • Começamos agora a transmissão do confronto entre Nigéria e Uruguai

  • PRÉ-JOGO


Local:Arena Castelão, em Fortaleza (Ceará)

Elenco

  • Nigéria
  • Enyeama
  • Ambrose
  • Oboabona
  • Omeruo (Egwuekwe)
  • Echiéjilé
  • Mba (Ogu)
  • Ogude
  • Mikel
  • Musa
  • Ideye
  • Akpala (Gambo)
  • Técnico: Stephen Keshi
  • Espanha
  • Valdés
  • Arbeloa
  • Sergio Ramos
  • Piqué
  • Jordi Alba
  • Busquets
  • Xavi
  • Iniesta
  • Fabregas (Silva)
  • Pedro (Villa)
  • Soldado (Torres )
  • Técnico: Vicente del Bosque

Informações

  • Árbitro: Joel Aguilar (El Salvador)
  • Narração: Renan Fernandes, repórter do Estadão
  • Comentários: Gonçalo Junior, repórter do Estadão


  • <