Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Cristiano, o modesto

Futebol

0

Antero Greco

27 Fevereiro 2016 | 21h01

Li hoje declarações do Cristiano Ronaldo e deu uma saudade do Pelé! É, do Pelé.

Brasileiro costuma não gostar muito de sua gente, prefere os ídolos dos outros. Pelé fez tudo dentro das quatro linhas, conquistou todos os títulos possíveis que disputou. Gols, jogadas geniais, ganhou partidas impossíveis, fez golaços de cabeça, com o pé direito, com o esquerdo. Até alguns gols que não fez são inacreditáveis, como dois da Copa de 70, contra a antiga Tchecoslováquia e o Uruguai.

Pelé não é exatamente um filósofo e tropeçou algumas vezes fora dos gramados. Embora fosse um extraterrestre em campo, é apenas homem na vida comum – também erra. Mas nunca foi metido, pernóstico, tampouco menosprezou companheiros de time ou adversários.

Mesmo quando distribuiu chapéus na Rua Javari – num dos gols mais fantásticos da história do futebol –, não estava humilhando a turma do Juventus. Estava engrandecendo o esporte, com uma pintura.

Por que a saudade vem agora e por causa do Cristiano Ronaldo?

Porque acabei de ler que, após a derrota do Real Madrid para o Atlético de Madrid (0 a 1), neste sábado, o gajo, com a modéstia que lhe é peculiar, declarou: “Se todos tivessem o meu nível, o Real estaria em primeiro.” Assim, simples, direto.

Que pena! Nem todos no time merengue têm o nível, a sinceridade, a humildade incomuns de Cristiano Ronaldo.

Por isso, o Real está a 9 pontos do Barcelona, no Campeonato Espanhol, e a diferença pode aumentar para 12 neste domingo.

Cristiano joga muito mesmo. Mas, do velho Rei do Futebol, a semelhança está apenas em usar a camisa branca.

(Com colaboração de Roberto Salim.)

0 Comentarios