Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » São Paulo sem alma e sem rumo

Futebol

0

Antero Greco

05 Março 2016 | 20h27

Meu amigo, como o São Paulo consegue passar um vexame como o da tarde deste sábado? Foi do céu ao inferno, de um tempo para outro, e perdeu para o São Bernardo por 3 a 1, de virada, fora o sufoco. Com requinte de gol contra, em cima da hora.

Pior: o time que entrou em campo é aquele que Edgardo Bauza considera – ou considerava – ideal para pegar o River Plate, na semana que vem, pela Libertadores. Se jogar contra os argentinos com a mesma desorganização e pane mental da segunda etapa, corre risco de levar surra daquelas.

Não há explicação aceitável. No começo do jogo, parecia que cumpriria formalidade e passaria pelo time do ABC, assim como havia vencido, no estádio municipal, rivais frágeis como Rio Claro, Novorizontino e Mogi Mirim. Era jogo para afinar o time para a competição sul-americana.

Teve até pênalti com poucos minutos, mas Calleri errou. O torcedor pessimista poderia ver, ali, sinal de que a tarde traria surpresas. Ganso tirou a má impressão ao fazer o gol da vantagem. Houve ainda outras investidas e flerte com o segundo gol.

Tudo tranquilo, tudo favorável? (Pronto, não resisti a embarca na onda…) Engano. O segundo tempo mostrou a turma tricolor com freio de mão puxado. Toque pra cá e pra lá, até permitir que o São Bernardo crescesse. Cresceu, empatou com Tata, virou com Jean Carlos e fez a festa com gol contra de Bruno aos 45 minutos.

Ganso e companheiros saíram de campo vaiados. Com razão. O São Paulo conseguiu a proeza de desmantelar-se em todos os setores. Nada funcionou, todos se perderam. Time parece sem alma.

0 Comentarios