As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A volta do velho Vamp

Robson Morelli

16 Maio 2007 | 14h04

Todos nós já vimos o Vampeta jogar. Portanto, não resta dúvida de que ele sabe jogar. A pergunta que se faz agora após sua volta ao Corinthians, aos 33 anos, e depois de passagens sem destaque por equipes menores, como o Brasiliense, é quem é este Vamp?
Ele será aquele jogador desinteressado e propenso a engordar facilmente como vimos nos últimos anos ou será aquele pegador e guerreiro que os corintianos preferem lembrar? Seu futuro está em suas próprias mãos.
Fez contrato de risco e os riscos são seus. Se não jogar, não recebe.
Algumas coisas devem ser levadas em contas. Primeiro: Vampeta sabe aonde está amarrando seu burro. Conhece o Corinthians como poucos, seus problemas e o tamanho da cobrança a seus jogadores. Portanto, não será ‘chinelinho’ no Parque. Segundo: Carpegiani conhece futebol, foi craque, manja jogadores. Não teria dado seu aval sem antes enquadrar Vampeta. Terceiro: Vampeta não deverá ser aquele volante de fôlego. Deverá ficar mais fixo, talvez como terceiro zagueiro, saindo ao ataque. Não gostaria de chamá-lo de líbero, mas seria mais ou menos isso sim. E quarto: certamente será referência para os moleques, a grande aposta do clube.