Gibraltar quer ter uma seleção nos campeonatos oficiais de futebol
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Gibraltar quer ter uma seleção nos campeonatos oficiais de futebol

miltonpazzi

07 Setembro 2006 | 14h33

Um pequeno território britânico está causando um problema jurídico que a Uefa não esperava. Gibraltar, que fica na Península Ibérica, com apenas 8 quilômetros quadrados e 30 mil habitantes, bem próximo à Espanha, quer sua inclusão na entidade para formar uma seleção e disputar os torneios oficiais de futebol.

A localização do pequeno território: à esquerda, a Espanha; à direita, a África

Na quarta-feira o país conseguiu que a Corte de Arbitragem do Esporte (CAS) aceitasse sua existência independente, após o julgamento de um processo contra a entidade européia que rolava há anos (a primeira recusa da Uefa em aceitar o território foi em 1999). A Uefa emitiu, então, um comunicado onde avisa que só se decidirá em janeiro de 2007, no congresso que será realizado em Düsseldorf, na Alemanha. É que um novo membro só pode ser aceito pela entidade se todos os outros aprovarem.

“Só queremos ser aceitos para desenvolver o esporte junto com a família européia de futebol”, disse o presidente da Federação, Joey Nunez, às agências internacionais de notícias. A Espanha, que disputa o território com a Inglaterra, já se manifestou contra.

O futebol no país é bem precário. Existem três divisões e cerca de 35 times disputam. O Newcastle United é o líder, de acordo com o site da Associação de Futebol de Gibraltar (aparentemente desatualizado). Mais curioso ainda é que há apenas um estádio por lá e este fica colado na pista de um aeroporto. Pelo menos, ficará fácil para chegar e ir embora para o time que for jogar por lá.

Repare no estádio, bem ao lado da pista do aeroporto

O aeroporto tem capacidade de 380 toneladas e recebe vôos internacionais. Se for aceita na Uefa, a federação poderá, então, tentar a filiação na Fifa. E quem sabe, disputar uma vaga em uma Copa do Mundo.