As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tchau, Roger!

Robson Morelli

07 Maio 2007 | 18h26

Roger está finalmente fora do Corinthians. Decisão de Paulo César Carpegiani. Alguns vão dizer que até que durou o casamento do jogador com o clube. Que sua saída demorou. Outros que saiu do time o único meia de fato do elenco, capaz de boas jogadas e jogadas diferentes. Para agradar gregos e troianos, fico com as duas conclusões. O Roger de 2005 do Campeonato Brasileiro desapareceu, sumiu, perdeu-se no Parque São Jorge. Desinteressado, pouco envolvido, mais fora que dentro das coisas do clube. Talvez tenha percebido que seu lugar não era aquele. Talvez tenha se valido de estratégia da MSI, que agora poderá recolocá-lo no mercado, nacional ou internacional. Mas Roger, de fato, era talvez o único capaz de sair do óbvio dentro de campo. Era capaz de jogadas que valiam o ingresso. Sabia fazer gols também. Fez quatro numa única partida do Paulistão. Foi, porém, murchando ao longo dos meses. Desitiu. Carpegiani viu isso e decidiu tomar ele a decisão do fim de linha do jogador no clube. O que não quer dizer o fim de linha de Roger no futebol. Como dizem os que ficam para os que saem, sorte a Roger em seu novo caminho.