As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um ano após sua morte, George Best é homenageado por banco

Eliana Souza

26 Outubro 2006 | 12h14

George Best, maior jogador de todos os tempos na Irlanda do Norte e considerado um dos grandes craques da história do futebol, vai ter seu rosto estampado em notas de 5 libras que serão emitidas pelo Ulster Bank. A homenagem marca o primeiro aniversário de sua morte, em 25 de novembro do ano passado.

As cédulas vão ter cenas de Best com a camisa da seleção da Irlanda do Norte e também do Manchester United, onde viveu os melhores momentos de sua carreira – conquistou a então Copa dos Campeões de 1968, numa épica vitória por 4 a 1 sobre o Benfica, e, mesmo sem jogar como centroavante, fez 180 gols em 465 partidas.

Best, que era tão bom dentro de campo quanto com um copo de bebida na mão, passou a viver mais altos que baixos na carreira, atuando até no futebol dos Estados Unidos. Em 2002, chegou a ser submetido a um transplante de fígado, mas voltou a beber e não resistiu a uma série de complicações hepáticas.