‘A trairagem acabou.’ E?

Presidente do Santos confia que Maurício Galiotte não agirá seu consultá-lo para contratar Lucas Lima

Marília Ruiz

18 Outubro 2017 | 16h05

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, saiu da reunião da FPF ontem certo de que seu “amigo e co-irmão” Maurício Galiotte não vai agir pelas suas costas para contar com Lucas Lima com a camisa do Palmeiras em 2018. “Essa época da trairagem entre dirigentes não existe mais.”

Não sou dirigente. Não sei se trairagem significa para eles o mesmo que para nós, meros mortais.

Mas Lucas Lima tem guardada na gaveta uma porposta de renovação com o Santos desde julho, uma de assinatura com o Palmeiras por cinco anos desde setembro, e, segundo seus agentes, muitas consultas do exterior.

Enquanto Modesto Roma Júnior acredita que concorre única e exclusivamente com a proposta alviverde de setembro (melhor que a santista), o staff de Lucas Lima estreitou laços com os patrocinadores do Palmeiras durante a passagem da Seleção no Allianz Parque e ganhou uma nova boa notícia: está disposta a aumentar o bônus para Lucas Lima mudar de ares. E aumentar em 1 milhão por ano de contrato!