COI, pare de ameaças! O boxe não precisa de suas medalhas olímpicas

COI, pare de ameaças! O boxe não precisa de suas medalhas olímpicas

Entidade volta a combater momento atual da AIBA e diz que nobre arte pode ficar fora dos Jogos de Tóquio

Wilson Baldini Jr.

04 Maio 2018 | 09h38

 

Ao contrário de algumas modalidades que inventam formas para entrar na mídia e ganhar adeptos, o boxe é eterno e não precisa de propaganda enganosa para ganhar crédito com seus fãs.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) voltou a ameaçar deixar de fora a nobre arte dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Gozado, o futebol está encharcado de denúncias de corrupção, com dezenas de dirigentes presos pelo mundo e nenhum crítica é feita pela entidade que domina os esportes “amadores”.

Senhor Thomas Bach, o boxe não precisa de suas medalhas olímpicas. Pode distribuí-las com os esportes da “moda”, que vão durar no máximo duas edições.

O boxe não vai ser olímpico? Azar da olimpíada.