Esquiva vai ter de mudar o estilo de luta para ganhar de Murata

Esquiva vai ter de mudar o estilo de luta para ganhar de Murata

Brasileiro vai ter de jogar no contra-ataque, frustrar o japonês e buscar a vitória nos roundes finais

Wilson Baldini Jr.

16 Abril 2018 | 09h08

Murata vence Blandamura no oitavo assalto. Kazuhito Nogi/AFP

 

Está chegando a hora de o boxe brasileiro ter a oportunidade de conquistar mais um título mundial. Ryota Murata manteve o título mundial dos médios da Associação Mundial de Boxe, sábado, em Yokohama, ao bater Emanuele Felic Blandamura.

Com este resultado, o empresário Bob Arum confirmou o interesse de realizar um duelo entre o japonês e o brasileiro entre os meses de julho e agosto, em Las Vegas. “Será uma revanche da final olímpica de Londres, em 2012”, lembrou Arum, logo após a vitória de Murata.

Esta será a grande chance na carreira de Esquiva. Murata é um adversário duro, que tem precisão nos golpes e ótimo preparo físico, mas é inferior tecnicamente a Gennady Golovkin, Saúl Canelo Alvarez, Daniel Jacobs ou Jermanll Charlo.

Esquiva, em suas 20 lutas vitoriosas como profissional, sempre adotou uma postura ofensiva, de pegador, mesmo sem ter uma grande pancada nas mãos.

Frente a Murata, Esquiva deverá jogar no contra-ataque, frustrar o japonês e minar sua resistência desde os primeiros roundes. A partir da metade da luta, com um preparo físico que deverá estar perfeito, o medalhista de prata em Londres-2012 deverá aumentar o ritmo para buscar o cinturão mundial.

A torcida era enorme. Força, Esquiva!