Abre o olho, Lavarini! Você não sabe onde está pisando.

Abre o olho, Lavarini! Você não sabe onde está pisando.

Bruno Voloch

22 Outubro 2017 | 10h38

O italiano Stefano Lavarini foi uma das maiores apostas do Minas para a temporada 2017/18. Chegou razoavelmente bem conquistando o campeonato estadual. E parou. Perigosamente parou.

O torcedor começa a dar sinais de impaciência com a pífia e decepcionante campanha na Superliga até agora. Não é cedo. O vôlei, faz tempo, adotou a cultura do futebol.

Chico dos Santos que o diga em Montes Claros.

O italiano que trate de arrumar o time. Ele que não abra os olhos.

O Minas não é qualquer clube. O Minas é um dos mais tradicionais e vitoriosos clubes do BRASIL. Lavarini, se não leu, deveria se informar e tomar conhecimento de como as coisas funcionam na Rua da Bahia.

Antes que seja tarde.

Pelo investimento que fez o Minas não pode somar apenas 1 ponto em dois jogos. Não pode ser um dos últimos. Não pode levar de 3 a 0 do São Caetano e ser derrotado pelo Pinheiros. Isso tudo diante da torcida.

E não dá para justificar as derrotas simplesmente pela ausência de Hooker.