Ásia ganha força e Liga Mundial terá cara nova com 12 seleções intocáveis até 2024

Ásia ganha força e Liga Mundial terá cara nova com 12 seleções intocáveis até 2024

Bruno Voloch

19 Junho 2017 | 08h40

Apaga tudo.

A partir de 2018 a Liga Mundial terá cara nova e 12 seleções intocáveis até 2024 quando termina o mandato do presidente Ary Graça.

Alemanha, Argentina, Brasil, China, Estados Unidos, França, Irã, Itália, Japão, Polônia, Rússia e Sérvia vão fazer parte nos próximos 7 anos da primeira divisão da competição.

São os países que hoje mais investem na modalidade, levam mais público aos ginásios e dão visibilidade ao esporte nos respectivos países.


Japão 14º no ranking mundial e China, 20º, deram um enorme salto.

Foi basicamente o que pesou na decisão.

A mudança, que será anunciada oficialmente em breve, salva a Itália, última colocada em 2017, do rebaixamento.

Austrália, Bulgária, Canadá, classificado para as finais em Curitiba, e Coreia jogarão a elite em 2018 e completarão as 16 seleções da primeira divisão no ano que vem.

Os 4 países porém não fazem parte do seleto grupo dos ‘intocáveis’ e podem descer ou subir dependendo da classificação.

A tendência é que Liga Mundial tenha 5 etapas ao invés das 3 atuais.

Isso sem contar com a fase final da competição, ou seja, o torneio deve durar pelo menos 2 meses.