Carlos Arthur Nuzman, após 14 anos como presidente, surpreende e pede demissão da Odesur

Carlos Arthur Nuzman, após 14 anos como presidente, surpreende e pede demissão da Odesur

Bruno Voloch

19 Maio 2017 | 09h31

Derrotado na eleição para a Odepa, Organização Desportiva Pan-Americana, Carlos Arthur Nuzman pediu demissão da Odesur, Organização Desportiva Sul-Americana.

O dirigente brasileiro presidia a Odesur desde 2003.

Nuzman, que dava a vitória como certa na Odepa, se demitiu via email. O blog teve acesso ao documento.


Um dia antes, até onde o blog chegou, ele já tinha manifestado o desejo de deixar a Odesur numa conference call.

A eleição da Odepa que teria motivado a decisão de Nuzman aconteceu no mês passado no Uruguai.

Ele e o chileno Neven Ilic terminaram empatados a primeira rodada da votação realizada com 14 votos. No desempate porém o presidente do comitê olímpico do Chile acabou passando.

Curiosamente, aí já contando com o apoio do próprio Nuzman, Ilic acabou sendo eleito presidente da Odepa ao derrotar o domincano Jose Puello no pleito final.

Nuzman, vale ressaltar, foi reeleito presidente do COB, Comitê Olímpico Brasileiro, até 2020.

 

0 Comentários