Como Renan explica convocação de Murilo e ausência de Serginho?

Como Renan explica convocação de Murilo e ausência de Serginho?

Bruno Voloch

07 Maio 2018 | 08h16

Murilo entregou. O líbero do Sesi errou o passe que deu o hexacampeonato ao Cruzeiro. O jogador porém segue com prestígio inabalado com a comissão técnica da seleção brasileira.

Isso deixa claro que Renan Dal Zotto, diferente do que afirmara ao blog, sofre sim interferência externa e pressão dos ‘senadores’ na hora de definir os convocados.

Abre-se um precedente perigoso.

Renan atende o pedido dos mais antigos da seleção, perde indiretamente autoridade e moral com parte do grupo.

Murilo nem de longe foi o melhor líbero da Superliga. Alan, que jogou por Montes Claros, por exemplo, terminou como líder no fundamento recepção. Não foi lembrado.

O nome de Tiago Brendle consta na relação dos inscritos para a Liga das Nações, mas o líbero do Sesc não deverá ser usado.

Injustificável mesmo é a ausência de Serginho. Isso se a gente for levar em conta apenas o aspecto técnico. Como não é apenas esse critério que define quem será chamado, o líbero do Cruzeiro passou longe da lista.

Serginho conquistou seu 9º título de Superliga no domingo. Recordista e preterido apenas porque não faz parte da ‘panela’.

Ficou feio.

Renan terá que se virar para explicar convocação de Murilo e ausência de Serginho.