Lorenne chega, enaltece torcida de Osasco e diz: ‘Espero fazer parte da história do clube’.

Lorenne chega, enaltece torcida de Osasco e diz: ‘Espero fazer parte da história do clube’.

Bruno Voloch

30 Maio 2017 | 08h58

Lorenne é uma das caras novas de Osasco para a temporada 2017/18. Ela chega para substituir a sérvia Bjelica.

O blog conversou com a jogadora.

Lorenne, 21 anos, não esconde a ansiedade de vestir a camisa de Osasco. Admite que a responsabilidade será grande e diz estar preparada para as inevitáveis cobranças.


Sair do Sesi, rebaixado, para jogar em Osasco, clube acostumado a conquistar títulos, não assusta a jogadora.

A expectativa do torcedor é grande. Lorenne também admite que não vê a hora de estrear e finalmente contar com a fanática torcida de Osasco a seu favor.

Como você encara a oportunidade e principalmente a responsabilidade de jogar em Osasco?

Osasco é um time muito bom e com uma torcida calorosa. Quando recebi a proposta fiquei muito feliz em poder contribuir de algum jeito e fazer parte da história dessa equipe. A responsabilidade é grande e expectativa alta. Procuro sempre dar o meu melhor dentro de quadra, jogar solta e feliz.

Você está preparada para as cobranças?

Sim. Sempre fui muito cobrada pelos meus técnicos. Cobrança faz parte do vôlei e isso para mim serve como forma de crescimento.

Como é sair do Sesi que lutou para não cair e chegar para jogar em Osasco que sempre briga por títulos?

O Sesi terminou a Superliga nas últimas colocações mas foi a temporada que mais cresci curiosamente. Evoluí na parte técnica, pessoal e mentalmente. Isso só me fortaleceu e com certeza desembarco em Osasco mais madura.

Dizem que atuar no Liberatti é uma tarefa das mais ingratas. E agora? Como será tendo a torcida a seu favor?

Nossa! É uma das mais fanáticas e maiores torcidas do vôlei. Até agora estou sendo muito bem recebida por eles nos comentários nas redes sociais. Estou muito ansiosa para jogar com essa torcida a meu favor.

O que a Lorenne imagina para a primeira temporada?

Espero que eu consiga fazer uma boa campanha. Darei, como disse, o meu máximo para Osasco continuar escrevendo essa linda trajetória de títulos que possui.

Você chega para ser titular?

De jeito nenhum. Vou lutar pelo meu espaço, me esforçar para isso. Mas não chego para ser titular e jogará aquela que estiver melhor.

Alguma mensagem para o torcedor?

Estou muito feliz de ter essa oportunidade de vestir essa camisa. Quero logo entrar em quadra e ver o Liberatti lotado.

Você tinha outras propostas. Por que optou por Osasco?

Osasco é um time que sempre me chamou atenção pelo elenco, comissão técnica e torcida. Quando recebi a proposta tive a chance de começar a ver isso de perto e fiquei lisonjeada.