Nova fuga de Cuba. Jogadoras da seleção sub-23 se escondem na Eslovênia.

Nova fuga de Cuba. Jogadoras da seleção sub-23 se escondem na Eslovênia.

Bruno Voloch

01 Outubro 2017 | 09h27

A prática é comum e infelizmente virou rotina em Cuba.

A seleção feminina, ao que tudo indica, deve perder dois de seus principais talentos.

Heidy Casanova e Lisset Herrera, ambas de apenas 18 anos, insatisfeitas com o regime político, optaram em não voltar para Cuba após a disputa do mundial sub-23 que foi jogado na Eslovênia.

As jogadoras resolveram permanecer na Europa.

A federação ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Cuba disputou nesse fim de semana o classificatório para o mundial de 2018 com apenas 10 atletas. Ainda assim, a tradicional seleção caribenha ficou com uma das vagas.

O Canadá será mais um representante da Norceca no Japão no ano que vem.