Ribeirão, campeão da Superliga B, sem perspectiva, sem técnico e sem Lipe.

Ribeirão, campeão da Superliga B, sem perspectiva, sem técnico e sem Lipe.

Bruno Voloch

08 Maio 2018 | 08h35

Campeão da Superliga B, Ribeirão Preto terá um time modestíssimo para jogar a primeira divisão. E o torcedor deve lamber os beiços se isso acontecer.

O que estava previsto no início já foi por água abaixo.

Lipe, mentor do projeto, só vestiria a camisa do clube se fosse remunerado. Sem verba, nada feito. O máximo que o jogador tem feito é ajudar em uma ou outra indicação. Chance zero dele largar o Sesi e se aventurar em Ribeirão.

O blog apurou que nem mesmo o técnico Marcos Pacheco está garantido. O clube propôs renovar com o treinador, mas até agora não houve acerto financeiro.

Até aqueles que estão indiretamente ligados ao vôlei estão no mercado buscando ajuda financeira e patrocínio. O futuro por lá é incerto.