Wings for Life World Run é a maior corrida de rua do mundo

Wings for Life World Run é a maior corrida de rua do mundo

SILVIA HERRERA

05 Maio 2018 | 00h21

A prova é simultaneamente, a partir das 8h, em mais de 50 países e vai ser transmitida no site oficial.#WingsForLifeWorldRun #CorridadeRua #BlogCorridaParaTodos

Simultaneamente corredores de todas as partes de mundo vão correr por uma causa nobre: arrecadar fundos para a pesquisa da cura da lesão medular. A corrida beneficente pode ser feita, conectado por app, em cidades da Polônia, Áustria, Romênia, França, Itália, EUA, Nova Zelândia, Alemanha, Ucrânia, Espanha, Suíça, Siri Lanka, República Checa, Colômbia, Chile, Paquistão, Rússia, Cazaquistão, Azerbaidjão, Turquia, Malásia, Taiwan, Índia, Macau, Eslovênia, Equador, Sudão, Bulgária, Islândia, Malásia, Luxemburgo, Canadá, Irlanda, Catar, Emirados Árabes, Filipinas, Hong Kong, Portugal, Países Baixos, México, Coreia do Sul, Jordânia, Ilhas Maurício, Lituânia, Bósnia e Herzegovina, Japão, Cingapura, Kuwait, Letônia, Reino Unido, Austrália, Peru, Finlândia, Albânia, Noruega, Itália, Dinamarca, Suécia, Noruega, Bélgica, África do Sul, Geórgia e Brasil (DF e Alphaville-SP). Presencial em Sunrise (Flórida – EUA), Izmir (Turquia), Zug (Suíça), Pretória (África do Sul), Poznan (Polônia – também via app), München (Alemanha – também via app), Kakheti (Geórgia), Zadar (Croácia), Viena (Áustria – também via app), Melbourne (Austrália) e Rio de Janeiro (Brasil). No Rio, a largada é na Praça do Pontal, na zona oeste, segue para a Barra da Tijuca, Leblon, Ipanema, Copacabana e acaba no centro. Estarei lá e conto minha experiência aqui no blog na segunda-feira.

Criada em 2014, a Wings for Life World Run já reuniu mais de 435 mil corredores de 193 nacionalidades, que juntos percorreram 4,2 milhões de quilômetros. Desde então, já foram arrecadados € 20,6 milhões, totalmente destinados às pesquisas. No Brasil, Florianópolis (SC), em 2014, foi a primeira cidade a receber a prova, e Brasília (DF), a recebeu em 2014, 2015 e 2016.

Por ser ao mesmo tempo, em cada canto do mundo será um horário diferente. Tem gente que vai correr de madrugada, outros de manhã, alguns à tarde e até à noite. Cada lugar tem um percurso pré-definido e postos de hidratação, como uma maratona. A diferença é que não tem linha de chegada. Quem faz as vezes de chegada é o catcher car. Um carro inicia o trajeto 30 minutos depois da largada e quem ele ultrapassar está fora da corrida. No ano passado participaram 155 mil pessoas e houve quebra de recorde de distância. Aron Anderson completou 92,2km em sua cadeira de rodas na corrida em Dubai.

Será que faz diferença correr em horário diferentes? Para mim, faz. Eu rendo mais de manhã ou à noite. A tarde é uma tristeza. O preparador físico Moisés Marinho, da ADMRun Assessoria Esportiva, destaca que  a atividade física de manhã acelera seu metabolismo, aumentando sua disposição ao longo do dia. As altas temperaturas do meio do dia podem prejudicar o corredor. Durante a noite voltamos a ter boas temperaturas, mas o estresse do dia, má alimentação e cansaço físico podem ser fatores limitantes para um bom rendimento. O ideal é treinar no mesmo horário que será a corrida, para o organismo ir se acostumando.

Será que tem diferença na alimentação para quem correr de manhã, à tarde ou à noite? Foi o que perguntamos a Fernanda Parziale Seiffer (nutricionista Coordenadora de Projetos na E4 agência, Pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional pela VP Consultoria Nutricional e Pós-graduanda em Nutrição Esportiva pela FAPES.) Ela explica que o sono, o aporte de nutrientes adequados (via alimentação e suplementos) e, principalmente, a individualidade bioquímica das pessoas interferem no rendimento de qualquer treino, seja para hipertrofia, seja para corrida. “Quando um iniciante de corrida se prepara para uma maratona, necessitando de aporte nutricional adequado e disciplina com os treinamentos, surgem as questões do horário e do que ingerir em cada período do dia”, observa Fernanda.

Veja abaixo os melhores alimentos ideais para cada horário

Manhã: ovos mexidos com azeite – fonte de proteína e de gordura saudável; banana amassada com aveia e cacau em pó – fonte de carboidratos e fito químicos que promoverão ação antioxidante no treino. Ideal que este café da manhã seja feiro de 40 minutos a 1 hora antes da corrida, para evitar desconforto e queda de rendimento. A digestão deve ser completa e eficaz para garantir o aporte nutricional durante a corrida.

Tarde: composta por carboidratos e proteínas e deve ser planejada adequadamente, principalmente por conta do horário e da disponibilidade de realização de uma refeição mais completa, sendo algumas opções: banana com pasta de amendoim/ bolacha de arroz com tahine/ maçã e algumas nozes/ Suco de fruta batido com chia.

Noite: composta por frutas e barras de cereal ou barras proteicas mais práticas para consumo antes do treino. Uma opção para dar um up é o uso das bebidas energéticas, que possuem cerca de 80mg de cafeína (a mesma quantidade de uma xícara de café) e taurina, que juntos auxiliam na melhora do desempenho e foco do treino.

Confira a corrida, ao vivo:

https://www.wingsforlifeworldrun.com/br/pt-