As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um colar de medalhas de prata

Estadão Esportes

12 Agosto 2012 | 11h34

Ser o número 2 não é novidade na carreira de Bernardinho. Durante toda a carreira de levantador, foi considerado o segundo melhor do Brasil na posição, atrás de William.

Integrante da chamada geração de prata, ficou em segundo lugar nos Jogos Olímpicos de 84, que tiveram o nível técnico enfraquecido devido ao boicote dos países pertencentes à chamada Cortina de Ferro.

Dois anos antes, havia sido segundo no Mundial da Argentina, atrás da União Soviética.

Agora, Bernardinho, como treinador, coleciona duas medalhas de prata, uma de ouro e dois bronzes (da época em que foi treinador da seleção feminina). Já José Roberto Guimarães soma três ouros (um com o masculino – Barcelona/92 e os outros dois nas mais recentes edições dos Jogos Olímpicos, com a seleção feminina.


(Alessandro Lucchetti)