Ronaldo ‘Jacaré’ mira luta com Luke Rockhold em julho

Ronaldo ‘Jacaré’ mira luta com Luke Rockhold em julho

Ex-campeão dos médios do Strikeforce diz que Michael Bisping é frouxo e prefere não comentar chance de Anderson Silva lutar pelo título antes dele

Fernando Arbex

16 Fevereiro 2017 | 17h58

São sete vitórias em oito lutas no UFC, que incluem dois nocautes técnicos e quatro finalizações. O currículo de Ronaldo “Jacaré” Souza, ex-campeão do Strikeforce, já poderia ser o suficiente para alçá-lo a uma disputa de cinturão dos médios do Ultimate, mas o atleta capixaba sofre com a falta de critério da organização para escolher os desafiantes. O cenário, porém, não o abala e o lutador promete que vai ter sua chance – e que a demora vai ser pior para seus adversários.

Divulgação/UFC

Divulgação/UFC

Em entrevista ao blog, “Jacaré” diz que aceita o desafio recente de Luke Rockhold, algoz do brasileiro em luta por título do Strikeforce, em 2011. A revanche só não aconteceu ainda porque o norte-americano, que também é ex-campeão do UFC, sofreu uma lesão e foi retirado de evento que aconteceu no último mês de novembro. A ideia é que o novo confronto ocorra em julho. Confira o bate-papo abaixo:

Você finalizou Tim Boetsch no último sábado ainda no primeiro round. A luta saiu como você planejou?

Sim, foi exatamente como eu planejei. Eu queria uma luta rápida e segura. Dominei o combate em pé e aproveitei um bom momento para levá-lo para o chão, onde eu sou superior.

E sobre o Rockhold? Ele soube do seu desafio e sugeriu que vocês lutem em julho.

Todo mundo sabe que ele está fugindo de mim, por isso que ele inventou uma lesão. Fiquei sabendo que ele quer me enfrentar, vou conversar com o UFC para essa luta sair em julho.

Ele disse que você o desafiou porque quer se manter relevante.

Não é nada disso, eu quero lutar com ele porque ele é um top da divisão. Não é porque eu quero me manter relevante. Da vez que a gente lutou ele colocou um amigo para julgar a luta, o cara deu os cinco rounds para ele, foi um absurdo. Ganhou roubado de mim.

O campeão da categoria é o Michael Bisping, que vem desafiando o Georges Saint-Pierre, ex-campeão dos meio-médios e inativo desde 2013. O que você pensa dessa atitude?

O Bisping é um frouxo. Todo mundo já percebeu que ele é um desastre pra categoria dos médios. Não quer enfrentar os tops, por isso ele lutou com o Dan Henderson nessa idade.

O próximo adversário do Bisping deve ser o Yoel Romero, que te venceu em uma luta polêmica. Em um combate pelo título, você gostaria de enfrentar o Bisping ou o Romero?

Olha, eu quero lutar com quem estiver com o cinturão, tanto faz quem seja.

E quanto a possibilidade de o Anderson Silva lutar pelo título na sua frente?

Não vou nem comentar isso porque é algo que não faz sentido nesse momento. Fico feliz pela vitória dele, nós somos amigos e treinamos juntos para lutar o sábado.

A título de curiosidade, o Frank Mir e o Charles Oliveira detêm juntos o recorde de maior número de finalizações diferentes no UFC, com seis. Você já venceu por guilhotina, chave de braço, kimura e katagatame. Acha que vai conseguir alcançar e passar essa marca?

Com certeza, no chão eu posso finalizar qualquer um. É questão de tempo para eu conseguir esse recorde.

0 Comentários