Daqui de Barcelona, só uma palavrinha ainda da Stock Car

liviooricchio

10 Maio 2007 | 13h03

10/V/07
Olá amigos:
Acabei de chegar na sala de imprensa do Circuito da Catalunha, em Barcelona. Fiquei fora do ar, sem acesso à Internet, quase um dia, por estar viajando de São Paulo para cá. A chegada do Papa no aeroporto de Cumbica, ontem, coincidiu com a minha saída de lá, o que me obrigou a chegar bem antes da hora do vôo e aguardar, aguardar…

Li com extrema atenção os comentários, como sempre, a respeito do último post, sobre as visões distintas da Stock Car, a minha e a do Flavio Gomes. Vou me pronunciar melhor a respeito do que li amanhã, mas antes de qualquer coisa, é importante esclarecer a minha leitura do evento, o que não me pareceu ter ficado clara pelo teor dos comentários.

O que defendo é que a Stock Car não é uma competição sofrível, como compreendi do exposto pelo Flavio e por vários leitores aqui do blog. Tenho consciência até de problemas estruturais na categoria, pontos que poderiam ser revistos. O que não me impede de também enxergar, estando lá, de muitos aspectos extremamente positivos, como o elevado investimento recebido e seus desdobramentos para a evolução da Stock Car, por exemplo.

Não se trata de defender a Stock Car cegamente, mas apontar pontos que a aproximam do público e das empresas, válida para investimentos, assim como, na visão de jornalista, detectar e discriminar as áreas em que seu modelo não atenda à expectativa de muitos e, se possível, revê-lo.

Vamos conversar a esse respeito amanhã? Impressionei-me com várias das análises de vocês leitores, responsáveis pela existência do nosso blog.

Até daqui a pouco com algumas informações de Fórmula 1.