Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Cleveland prepara terreno para LeBron James

Esportes

Cleveland prepara terreno para LeBron James

Esportes

BASQUETE

Cleveland prepara terreno para LeBron James

Cleveland Cavaliers abre espaço na folha salarial para ter LeBron, negocia com ex-companheiros do astro e ainda apaga mensagem de repúdio do dono da franquia.

Marcius Azevedo

09 Julho 2014 | 13h33

A volta de LeBron James ao Cleveland Cavaliers, ao que tudo indica, é uma questão de tempo. A franquia de Ohio tem tomado seguidas atitudes e decisões que só comprovam que o astro está próximo de retornar à equipe que o selecionou na primeira posição no draft em 2003.

A mais recente foi uma troca que envolveu Boston Celtics e Brooklyn Nets.

O Cleveland recebeu dos Nets apenas os direitos dos alas-pivôs Ilkan Karaman e Edin Bavcic e do ala Christian Drejer, escolhas de draft que ainda não vieram para o basquete norte-americano, e liberam Jarret Jack e Sergey Karasev para os Celtics, que ficaram ainda com Marcus Thornton, do Brooklyn, e Tyler Zeller para os Nets, abrindo um espaço de cerca de US$ 24 milhões na folha salarial.

A quantia é suficiente para cobrir o salário máximo que LeBron James pode receber neste momento. Por ser agente livre – o ala abriu mão de cumprir os dois últimos anos de contrato com o Miami Heat -, o astro pode assinar por quatro anos por US$ 20,7 milhões.

Os Cavs negociam ainda com dois ex-companheiros de LeBron no Miami para agradar ao astro. Ray Allen e Mike Miller, também agentes livres, podem assinar com o Cleveland pelo valor mínimo, ainda dentro do limite salarial da franquia.

Outdoor que foi alvo da torcida do Cleveland

Por fim, recentemente, o time retirou do ar uma mensagem do dono dos Cavs, Dan Gilbert, com ofensas ao jogador, escrita há quatro anos, quando LeBron decidiu deixar o Cleveland para defender o Miami.

No depoimento, Gilbert falou em orgulho e disse que o time de Ohio seria campeão antes do jogador. Não foi. Mas, mesmo antes de o documento ser removido, o dono da franquia já se dizia arrependido do que havia escrito.

Os torcedores dos Cavs, que queimaram suas camisas, também não se sentem mais traídos e LeBron, por sua vez, sente que precisa terminar um trabalho que ficou inacabado em Cleveland.

Por tudo isso, o retorno ao Cleveland parece próximo.

O último obstáculo pode ser derrubado nesta quarta-feira, quando LeBron vai jantar com o presidente do Miami Heat, Pat Riley, para ouvir o que ele tem para oferecer. Depois disso, o astro vai tomar sua decisão.

Camisas de LeBron queimadas por fãs dos Cavs

Mais conteúdo sobre: