1. Usuário
Assine o Estadão
assine

A Arena Corinthians, palco da abertura da Copa, faz seu principal teste com Brasil e Croácia

cleidesilva

quinta-feira 12/06/14

A Arena Corinthians tem alguns problemas pontuais nessa abertura de Copa do Mundo, quando o estádio se torna o centro do universo do futebol. A Fifa levará as imagens da arena, e os relatos dos milhares de jornalistas aqui presentes, para o planeta. Estarão no estádio em Itaquera 12 chefes de Estado, toda a família […]

A Arena Corinthians tem alguns problemas pontuais nessa abertura de Copa do Mundo, quando o estádio se torna o centro do universo do futebol. A Fifa levará as imagens da arena, e os relatos dos milhares de jornalistas aqui presentes, para o planeta. Estarão no estádio em Itaquera 12 chefes de Estado, toda a família Fifa, convidados do mundo inteiro, gente importante do futebol, e duas seleções credenciadas para essa abertura. A responsabilidade é imensa. É claro que tudo aqui poderia estar mais avançado. De todos os estádios da Copa, o de abertura foi o que demorou mais para ser entregue. Há de se levar em conta também que estamos no Brasil, e não na Europa. Temos nossas raízes, nossa graça e nossos problemas. Na balança, somos um povo feliz, lutador e sempre querendo mais, porque entendemos que podemos conseguir mais.

Os responsáveis pela Arena Corinthians atrasaram todos os prazos de entrega. Perderam a chance de sair na frente, de fazer o que tinha de ser feito com mais qualidade e pontualidade. Mas o estádio é lindo. Precisa agora passar no teste. Ser funcional a ponto de atender a todos da melhor forma possível. Há reclamações de banheiros com canos estourados, elevadores parados, que obrigam as pessoas a subir 9 andares. O Itaquerão tem 10 andares ao todo. Imagino que o estádio ficará pronto, pronto, pronto nos próximos seis meses.

O fato é que ele precisa atender agora. Atender aos seis jogos que a Fifa marcou em São Paulo. O que não cabe na conta do estádio é a desorganização da Fifa com algumas situações, assentos que não existem para jornalistas, ingressos que não estão no mapa dos voluntários, suporte de água trancado, com horário para ser entregue. Esses detalhes nada tem a ver com a construção do Itaquerão.

Por fim, o que mais preocupa para essa partida é o fato de a arena não ter feito um teste para 65 mil pessoas, ou perto disso. Este teste será com Brasil e Croácia.