Diretoria do São Paulo se vale de um velho expediente para fazer o time jogar: o bicho

Jogadores aceitaram o desafio e negociaram a premiação como se estivessem mandando no futebol

Robson Morelli

15 Outubro 2017 | 16h54

O São Paulo adotou um velho expediente para fazer o time jogar no Campeonato Brasileiro: pagar bicho por vitória ou por objetivo. Representantes do futebol do clube tiveram uma conversa com líderes do elenco, como Lugano, para definir o acerto, negociado como se a equipe tivesse mandando no futebol brasileiro. O primeiro bicho será pago se o São Paulo escapar do rebaixamento. O segundo bicho, mais gordo, diz respeito a uma vaga na Sul-Americana. O terceiro bicho, bem atrevido, só será cobrado pelos jogadores em caso de classificação para a Libertadores. Com o Cruzeiro garantido pelo caminho da Copa do Brasil, o G-6 virou G-7. Como a pontuação dos times é bastante próxima, exceto pela vantagem do líder Corinthians, nada está descartado. O São Paulo amanheceu neste domingo na 11ª colocação do Nacional. Os valores combinados não foram revelados.

Mais conteúdo sobre:

São Paulo FCfutebolLeco