1. Usuário
Assine o Estadão
assine

O Brasil se despede do sonho do hexa de forma melancólica. Gostaria de estar errado

Robson Morelli

terça-feira 08/07/14 18:03

Nem dá para esperar o fim do jogo no Mineirão para lamentar a apresentação da seleção brasileira nesta semifinal contra a Alemanha. O Brasil errou em todos os setores e pagou caro por isso: sofreu cinco gols em 45 minutos, quatro deles do minuto 22 ao 28. Isso jamais tinha acontecido com o Brasil numa Copa do Mundo. Pior. Numa Copa do Mundo em sua casa. A escolha de Felipão por Bernard se comprovou errada. A atuação de Dante foi desastrosa. Fred e Hulk estão marcados para sempre. A torcida apoiou o quanto pôde. Depois, vaiou. O time perde de 5 a 0.

A seleção dá ao torcedor brasileiro sua mais vergonhosa derrota. Não há outra, nem em final de campeonato. Nem da Copa de 1950. A Alemanha atropelou o Brasil como se o time pentacampeão fosse uma equipe juvenil. Nunca se viu uma seleção tão frágil em campo. Thiago Silva se comprovou fazer mais falta que Neymar. Não há santo no Brasil, nem tambores, capaz de fazer um milagre no Mineirão. O Brasil se despede do sonho do hexa de forma melancólica. Sábado, jogará em Brasília pelo terceiro lugar com o perdedor de Holanda e Argentina. É capaz de apanhar de novo. Gostaria de estar errado.