São Paulo gostaria de ficar com Militão, mas prefere o dinheiro de sua venda

São Paulo gostaria de ficar com Militão, mas prefere o dinheiro de sua venda

City, de Pep Guardiola, estaria disposto a pagar até R$ 100 milhões

Robson Morelli

04 Maio 2018 | 14h13

O zagueiro-lateral-volante Militão está bem próximo de se transferir para a Europa. Pelo menos essa é a intenção dos dirigentes do São Paulo. O Manchester City, de Gabriel Jesus e do técnico Pep Guardiola, está interessado no jogador de 20 anos e disposto a pagar até R$ 100 milhões são-paulino, cujo contrato termina em 2019.

A quantia acabaria com muitos problemas no Morumbi neste momento. É isso que pesa na iminente negociação. O São Paulo sempre se mostrou interessado em apostar no jogador, mas agora se vê mais interessado em meter a mão no dinheiro. Os R$ 100 milhões dariam um fôlego para as contas do clube e até ajudariam em algumas reformas pontuais no Morumbi. O técnico Aguirre já teria dado sinal verde para a negociação. Na verdade, ele aceitaria se virar com outros do elenco para a posição.

O São Paulo tem se valido desse expediente para ajeitar suas contas. Vender jogador da base tem sido uma saída para o clube. Quem também poderá deixar o Morumbi é Rodrigo Caio, esse por decisão própria. O zagueiro, de 24 anos, colocou na cabeça que chegou o momento de mudar de ares. Ocorre que ele já não tem mais a mesma procura da Europa do passado. Seus representantes terão de trabalhar dobrado para ajeitar uma possível transferência. Tudo, no entanto, deverá ser consumado após a Copa do Mundo, com possibilidades de entrega depois da temporada no Brasil.