Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Soteropolitanos se dividem entre Holanda e Costa Rica

Esportes

Seleção Universitária

05 Julho 2014 | 16h56

Duelo é a última partida da Copa do Mundo na Fonte Nova

Luiz Fernando Teixeira – especial para O Estado de S. Paulo

SALVADOR – Holanda e Costa Rica protagonizam o jogo de despedida da Arena Fonte Nova na Copa do Mundo, em duelo válido pelas quartas de final do torneio. Os soteropolitanos que vieram ao estádio para assistir à partida se dividiram entre apoiar os europeus, que já jogaram em Salvador na primeira fase, e os caribenhos, que são a sensação do campeonato.

“Estou torcendo pela Holanda porque eles jogam mais bonito. Além disso, os holandeses fizeram uma festa bonita aqui no primeiro jogo e ganharam minha simpatia”, disse Jairo Dantas, 23, que veio acompanhado de quatro amigos para o jogo. Todos estavam devidamente vestidos de laranja e ainda confessaram que é mais fácil paquerar com as brasileiras quando estão vestidos com camisas de outro país.

Já o músico Leandro Sena resolveu torcer pela Costa Rica, o azarão da disputa. “Vou torcer por eles porque eu acho que quanto mais latinos avançarem é melhor. Acho que os europeus já tem coisas demais e não precisam do esporte”, afirmou. O professor de espanhol Gabriel Sousa tem motivos mais simples. “Além da afinidade com o idioma, é mais fácil torcer pelas costarriquenhas continuarem na Copa”, emendou.

Os ambulantes também estão divididos. José Carlos vende bandeiras dos países antes dos jogos e contou que só antes do jogo vendeu 15 bandeiras da Holanda e 13 da Costa Rica. “Achei que fosse ser mais fraco com as da Costa Rica, mas minha mulher me disse para trazer mesmo assim. Ela estava certa”, afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato