Quanto número!

Quanto número!

Hamilton marcou os melhores números do fim de semana. Cotação de Leclerc sobe e líder da F2 garante teste na F1 com a Ferrari. Helinho mais perto da liderança na F-Indy.

Wagner Gonzalez

17 Julho 2017 | 10h29

F1

Campeonato Mundial, 10ª etapa, 16 de junho, Silverstone, Inglaterra

Hamilton fez a alegria da torcida inglesa em Silverstone (Mercedes)

Na hora que valia alguma coisa para o livro dos recordes Lewis Hamilton foi insuperável e fez barba, cabelo e bigode no GP da Grã-Bretanha: pole, melhor volta e liderança de ponta a ponta na corrida. Com isso voltou para casa com apenas um ponto de desvantagem para Sebastian Vettel, traído pelos pneus. Estebán Ocón recebeu a bandeirada à frente de Sérgio Pérez, melhorando ainda mais seu status na categoria.


Resultado do GP da Grã-Bretanha:

1) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha), AMG-Mercedes W08, 51 voltas em 1h21’27″430;
2) Valtteri Bottas (Finlândia), AMG-Mercedes W08, a 14”053;
3) Kimi Räikkönen (Finlândia), Ferrari SF70H, a 36”570;
4) Max Verstappen (Holanda), Red Bull RB13-Tag Heuer, a 52”125;
5) Daniel Ricciardo (Austrália), Red Bull RB13-Tag Heuer, a 1’5”955;
6) Nico Hulkenberg (Alemanha), Renault RS 17, a 1’8”109;
7) Sebastian Vettel (Alemanha), Ferrari SF70H, a 1’333”989;
8) Estebán Ocón (França), Force India VJ10-Mercedes, a 1 volta;
9) Sérgio Pérez (México), Force India VJ10-Mercedes;
10) Felipe Massa (Brasil), Williams FW40-Mercedes.

Posições no Campeonato após 10 etapas

Vettel voltou para casa com apenas um ponto de vantagem sobre Hamilton (Ferrari)

1) Sebastian Vettel (Alemanha), Ferrari SF70H, 177 pontos
2) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha), AMG-Mercedes W08, 176
3) Valtteri Bottas (Finlândia), AMG-Mercedes W08, 154
4) Daniel Ricciardo (Austrália), Red Bull RB13-Tag Heuer, 117
5) Kimi Räikkönen (Finlândia), Ferrari SF70H, 92
6) Max Verstappen (Holanda), Red Bull RB13-Tag Heuer, 57
7) Sérgio Pérez (México), Force India VJ10-Mercedes, 44
8) Estebán Ocón (França), Force India VJ10-Mercedes, 43
9) Carlos Sainz Jr (Espanha), Toro Rosso STR12-Renault, 29,
10) Nico Hulkenberg (Alemanha), Renault RS 17, 24
11) Felipe Massa (Brasil), Williams FW40-Mercedes 23

Próxima etapa: GP da Hungria, Hungaroring, Budapeste, dia 30 de julho

WEC

Campeonato Mundial, 4ª etapa, 16 de junho, Nürburgring, Alemanha

Grid do WEC em Nürburgring reuniu 29 carros (FIA WEC)

O trio formado por Timo Berhard, Brendon Hartley e Earl Bamber venceu as “6 Horas de Nürburgring”, quarta etapa do Campeonato Mundial de Resistência (WEC). Eles lideraram dobradinha da Porsche em uma corrida marcada por apenas cinco minutos de intervenções de segurança e 510 ultrapassagens. Bruno Senna ficou em sexto e Pipo Derani (Oreca 07-Gibson) em oitavo. O trio formado por Negrão/Ragues/Panciati (Alpine A470-Gibson) abandonou na quarta volta.

Resultado da corrida:

1) Timo Bernhard (Alemanha)/Earl Bamber (Nova Zelândia)/Brendon Hartley (Nova Zelândia), Porsche 919, 204 voltas em 6h0’9”607; 2) Neel Jani (Suíça)/ André Lotterer (Alemanha)/Nick Tandy (Grã-Bretanha), Porsche 919, a 1’606; 3) Mike Conway (Grã-Bretanha)/Kamui Kobayashi (Japão)/Pechito Lopez (Argentina), Toyota TS050), a 1’4”768; 4) Sebastien Buemi (França)/ Anthony Davidson (Grã-Bretanha)/Kazuki Nakajima (Japão), Toyota TS050, a 5 voltas; 5) Ho-Pin Tung (Holanda)/Oliver Jarvis (Grã-Bretanha)/Thomas Laurent (França), Oreca 07, a 13 voltas; 6) Julien Canal (França)/Filipe Albuquerque (Portugal)/Bruno Senna (Brasil),Oreca 07, a 14 voltas.

Posições no campeonato:

1) Timo Bernhard (Alemanha)/ Earl Bamber (Nova Zelândia)/Brendon Hartley (Nova Zelândia), 108 pontos; 2) Sebastien Buemi (França)/ Anthony Davidson (Grã-Bretanha)/Kazuki Nakajima (Japão), 78; 3) Ho-Pin Tung (Holanda)/Oliver Jarvis (Grã-Bretanha)/Thomas Laurent (França), 60; 4) Neel Jani (Suíça)/ André Lotterer (Alemanha)/Nick Tandy (Grã-Bretanha), 46; 5) Kamui Kobayashi (Japão)/Mike Conway (Grã-Bretanha), 36,5; 6) Alex Brundle (Grã-Bretanha)/David Cheng (EUA)/Tristan Gommendy (França), 33; 7) Bruno Senna (Brasil) 30; 8) André Negrão (Brasil), 24,5; 26) Pipo Derani (Brasil), 4.

Próxima etapa: Autódromo Hermanos Rodriguez, Cidade do México, México, 3 de setembro

FIA F2

Campeonato FIA de F2, 6ª rodada, 15 e 16 de junho, Silverstone, Inglaterra

Charles Leclerc, piloto da Ferrari Academy, é o bicho papão da F2 2017 (FIA F2)

Charles Leclerc segue dominando a categori com desempenho de primeira grandeza, performance que  valeu convite pra testar com a Ferrari em Hungaroring, após o GP da Hungria.

Corrida 1, Silverstone, 15 de julho –  Leclerc largou da pole-position e venceu pela quinta vez nesta temporada apesar de um princípio de incêndio (vazamento de óleo de freio) e perda de um espelho retrovisor. O monegasco cruzou a linha de chegada com 9” de vantagem sobre Norman Nato e o inglês Oliver Rowland.

Resultado da corrida 1: 1) Charles Leclerc (Mônaco), Prema, 28 voltas em 49’23”075; 2) Norman Nato (França), Arden, a 8”866; 3) Oliver Rowland (Grã-Bretanha), Dams, a 9”605; 4) Artem Markelov (Rússia), Russian Time, a 17”743; 5) Sergio Canamasas (Espanha) Rapax, a 18:”715; 6) Luca Ghiotto (Itália), Russian Time, a 24”284; 13) Sérgio Sette Câmara (Brasil) MP Motorsport, a 47″050.

Corrida 2

Canadense Latifi venceu pela primeira vez na F2 (FIA F2)

Silverstone, 16 de julho – O canadense Nicholas Latifi dominou a corrida Spint do fim de semana e garantiu sua primeira vitória na categoria. A dupla da equipe Russian Time, o italiano Luca Ghiottoe o russo Artem Markelov, completaram o pódio.

Resultado da corrida 2: 1) Nicholas Latifi (Canadá), Dams, 21 voltas em 37’17”053; 2) Luca Ghiotto (Itália), Russian Time, a 1”717; 3) Artem Markelov (Rússia), Russian Time, a 5”300; 4) Sergio Canamassa (Espanha), Rapex, a 7”698; 5) Charles Leclerc (Mônaco), Prema, a 7”943;
6) Norman Nato (França), Arden, a 8”279; 16) Sérgio Sette Câmara (Brasil), a 14”925.

Posições no campeonato após 12 provas:

1) Charles Leclerc (Mônaco), 188 pontos; 2) Artem Markelov (Rússia), 121; 3) Oliver Rowland (Grã-Bretanha), 117; 4) Nicholas Latifi (Canadá), 91; 5) Luca Ghiotto (Itália), 86; 6) Norman Nato (França), 67; 18) Sérgio Sette Câmara, zero ponto.

Próxima etapa, Hungaroring, Budapeste, dias 29 e 30 de junho,

GP3

GP3 Series, terceira rodada, Silverstone

George Russell se isolou na liderança em fim de semana que um Alesi voltou a vencer.

Russell, vencedor da Corrida 1 e líder do campeonato da GPS Series (GP3)

Corrida 1, 15 de julho – George Russel não se aproveitou da pole position e perdeu a liderança para seu companheiro na equipe Art Grand Prix, Anthoine Hubert; o inglês recuperou a liderança e venceu em final onde os três primeiros chegram separados por 1″555. O brasileiro Bruno Baptista ficou em 12º, a 25“967 do vencedor.

Resultado da corrida 1 : 1) George Russel (Grâ-Bretanha), Art Grand Prix, 20 voltas em 40’20”435; 2) Anthoine Hubert ( França), Art Grand Prix, a 1’128; 3) Alessio Lorandi (Itália), Jenzer Motorsport, a 1″155

Giovani, filho de Jean Alesi, venceu pela primeira vez na GP3 e está em sexto no campeonato (GP3 Series)

Corrida 2, 16 de julho – Giovani Alesi conquistou seu primeiro triunfo na GP3 ao vencer de ponta a ponta a prova disputada na manhã de domingo. Bruno Baptista ficou em 14º, 22“595 atrás do vencedor, filho de Jean Alesi.

Resultado da corrida 2: 1) Giovani Alesi (França), Trident, 15 voltas em 30’4”801; 2) Jack Aitken ( Grã-Bretanha), Art Grand Prix a 0″724; 3) Niko Kari (Finlândia) Arden International, a 1”431“.

Posições no campeonato após tries rodadas: 1) George Russell (Grã-Bretanha), 92 pontos; 2) Anthoine Hubert (França), 57; 3) Nirei Fukuzumi (Japão), 54; 18) Bruno Baptista (Brasil), zero ponto.

Próxima etapa, Hungaroring, Budapeste, dias 29 e 30 de junho.

WS-V8

World Series V8, 6ª rodada, 15 e 16 de junho, Nürburgring, Alemanha

Pietro Fittipaldi está em segundo na World Series V8 (World Series V8)

Em Nürburgring Pietro Fittipaldi sobreviveu a batida do espanhol Alex Palou na Corrida 1 e fez apresentação discreta na Corrida 2. Brasileiro segue na briga pelo título contra os russos Matevos Isaakyan e Egor Orudzhev.

Resultado da Corrida 1, 15 de julho: 1) Matevos Isaakyan (Rússia), SMP by AVF, 25 voltas – 25 voltas (tempo não divulgado); 2) Alfonso Celis (México), Fortec, a 6”357; 3) Egor Orudzhev (Rússia), SMP by AVF, a 19”145; 7) Pietro Fittipaldi (Brasil), Lotus, a 36”134.

Resultado da Corrida 2, 16 de julho: 1) Alex Palou (Espanha), Teo Martin, 20 voltas (Tempo não divulgado); 2) Matevos Isaakyan (Rússia), SMP by AVF, a 9”541; 3) Egor Orudzhev (Rússia), SMP by AVF, a 14”319; 6) Pietro Fittipaldi (Brasil), Lotus, a 29”918.

Russo Matevos Isaakyan lidera a temporada da antiga World Series by Renault (World Series V8)

Posições no campeonato após 12 etapas: 1) Matevos Isaakyan (Rússia) 163 pontos; 2) Pietro Fittipaldi (Brasil), 158; 3) Egor Orudzhev (Russia), 155.

Próxima rodada: CIdade do México, México, 2 e 3 de setembro.

IndyCar

Honda Indy Toronto, 12a. etapa 15 de julho.

Helinho (3) terminou em oitavo e agora está a três pontos do líder Scott Dixon (IndyCar/Chris Owens)

Hélio Castro Neves liderou as primeiras 24 voltas da competição disputada nas ruas de Toronto mas seu companheiro na equipe Penske Josef Newgarden soube aproveitar melhor as paradas de box durante as voltas com bandeira amarela e venceu a décima-segunda etapa da temporada. Helinho termino em oitavo e somou pontos para se aproximar do líder Scott Dixon que abandonou logo na primeira volta após bater com WiIl Power. Tony Kanaan também bateu nas barreiras de proteção do traçado canadense mas conseguiu terminar a prova.

Josef Newgarden explorou ao máximo a estratégia de pit stops para vencer em Toronto (IndyCar/Chris Owens)

Resultado da corrida: 1) Josef Newgarden (EUA), Penske, Chevrolet, 85 voltas em 1h35’5″3522; 2) Alexander Rossi (EUA), Andretti Autosport,Honda; 3) James Hinchcliffe (EUA), Peterson Motorsports Honda; 8) Hélio Castro Neves (Brasil), Penske, Chevrolet; 19) Tony Kanaan (Brasil), NTT Honda.

Posições no campeonato após 12 etapas:

1) Scott Dixon (Nova Zelândia), 423 pontos; 2) Hélio Castro Neves (Brasil), 420; 3) Simon Pagenaud (França), 404 pontos); 9) Tony Kanaan (Brasil), 306.

Próxima etapa: Honda Indy 200, Mid-Ohio, Lexington, Ohio, EUA, 30 de julho

Indy Lights

Corrida 1, 15 de julho: o californiano Kyle Kaiser se recuperou de uma série de resultados ruins e venceu com autoridade a 11ª etapa da série que é o verdadeiro vestibular para a F-Indy. Matheus Leist esteve longe dos seus melhores dias e abandonou na terceira volta.

Californiano Kyle Kaiser venceu duas corridas e ampliou a liderança na Indy Lights (Indy Lights)

Resultado da corrida 1: 1) Kyle Kaiser (EUA), Juncos Racing, 35 voltas em 41’28”8879; 2) Zachary de Melo (Canadá), Carlin, a 3″6118; 3) Santi Urrutia (Uruguai), a 4”7984; 13) Matheus Leist (Brasil), Carlin, três voltas.

Corrida 2, 16 de julho – Primeiro na tabela de pontos do campeonato, Kaiser conseguiu ampliar ainda mias sua liderança ao vencer novamente a corrida disputada ontem. O norte-americano assumiu a ponta logo na largada, quando Colton Herta não aproveitou a vantagem de largar na pole position.

Matheus Leist teve um fim de semana problemático mas segue vice-líder (Indy Lights)

Resultado da corrida 2: 1) Kyle Kaiser (EUA), Juncos Racing, 45 voltas em 55’55”5311; 2) Aaron Telitz (EUA), Belardi, a 5”8649; 3) Zachary de Melo (Canadá), Carlin, a 8”3334; 5) Matheus Leist (Brasil), Carlin, a 21″9308

Classificação do campeonato após 12 provas:

1) Kyle Kaiser (EUA), 280 pontos; 2) Matheus Leist (Brasil), 228; 3) Colton Herta (EUA), 213

Próxima etapa: Mid-Ohio, Lexington, Ohio, EUA, 29 e 30 de julho.

USF 2000

Não teve para ninguém nas ruas de Toronto quando os carros da categoria USF2000 entraram na pista: o canadense Parker Thompson venceu as duas corridas com autoridade. Foi a primeira vez que ele triunfou nesta temporada, sendo que na segunda ele foi beneficiado com acidentes que eliminaram alguns dos seus principais adversários, como o líder do campeonato Oliver Askew e o brasileiro Lucas Kohl.

Canadense Parker Thompson venceu as duas provas da USF 2000 disputadas em Toronto (USF2000)

Corrida 1 – 15 de julho: 2 1) Parker Thompson (Canadá) 25 voltas em 30’16”6448; 2) Oliver Askew (EUA), a 0”8730; 3) Rinus VeeKay (Holanda), a 2”20141; 5) Lucas Kohl (Brasil) a 28”7714.

Corrida 2 – 16 de julho: 1) Parker Thompson (Canadá), 22 voltas em 30’36”4712; 2) Rinus VeeKay (Holanda), a 0”6379; 3) Kaylen Frederick (EUA), a 6”4381; 15) Lucas Kohl (Brasil), 3 voltas.

Oliver Askew lidera com certa tranqüilidade na categoria base da Road to Indy (USF2000)

Posições no campeonato após 11 etapas: 1) Oliver Askew (EUA), 283 pontos; 2) Rinus VeeKay (Holanda), 265; 3) Kaylen Frederick (EUA), 206; 7) Lucas Kohl (Brasil), 116.

Próxima etapa: Mid-Ohio, Lexington, Ohio, EUA, 29 e 30 de julho.

F-E

A categoria de carros elétricos desembarcou em Nova York e só conheceu um vencedor nas duas corridas da quinta rodada da temporada 2016/2017: o piloto da casa Sam Bird. Depois da Jaguar e da Audi, a F-E ganhou a participação da BMW a partir do ano que vem. A Porsche admite que considera seguir o mesmo caminho.

Sam Bird, dos Estados Unidos, foi o grande vencedor das duas corridas em Nova York (FIA F-E)

Resultado da corrida 1 1) Sam Bird (EUA), DS Virgin Racing; 43 voltas em ; 2) Jean-Èric Vergne (França) Techeetah, a 1”354; 3) Stephane Sarrazin (França), Techeetah, a 4”392; 4) Lucas DI Grassi (Brasil), ABT Schaeffler Audi, a 6”155; 11) Nelson Piquet Jr (Brasil), NextEV, a 12”977;

Resultado da corrida 2: 1) Sam Bird, (EUA),DS Virgin Racing, 58’09”388; 2) Felix Rosenqvist (Finlândia), Mahindra Racing, a 11”381; 3) Nick Heidfeld (Alemanha), Mahindra Racing, a12”319; 5) Lucas di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport, a 23”451; 16) Nelson Piquet Jr (Brasil), NextEV, a 3 voltas.

Posições no campeonato após 10 provas: 1) Sebastien Buemi, Renault e.dams, 157 pontos; 2) Lucas di Grassi (Brasil), ABT Schaeffler Audi Sport, 147; 3) Felix Rosenqvist (Finlândia), Mahindra Racing, 104; 10) Nelson Piquet Jr (Brasil), NextEV, 33.

Próxima etapa: dias 29 e 30 de julho, Montreal, Canadá.

Nascar

No oval de uma milha em New Hampshire, Denny Hamlin venceu pela primeira vez na temporada com a diferença de penas 0”509 sobre Kyle Larson. O piloto da Joe Gibbs Racing não vencia desde Richmond no ano ano passado, uma série de 28 corridas sem subir no palco do “Victory CIrcle” o pódio da Nascar.

Depois de longo e tenebroso inverno, Denny Hanlin voltou a vencer na Nascar (Nascar Gallery/Getty Images)

Resultado da corrida: 1) Denny Hamlin, Toyota, 301 voltas; 2) Kyle Larson, Chevrolet; 3) Martin Truex Jr., Toyota.

Posições no campeonato após 24 etapas: 1) Martin Truex Jr., 758 pontos; 2) Kyle Larson , 720; 3) Kyle Busch, 650.

Próxima etapa: Brickyeard 400, Indianapolis Motor Speedway, Indianapolis, 23 de julho

WTCC

Termas de Rio Hondo, Argentina, sexta rodada, 16 de julho

Francês Erhlacher venceu na Argentina com o Citrën sucessor do modelo C4 (FIA WTCC)

O francês Yann Erhlacher sentiu finalmente o gosto de tomar uma cava no lugar mais alto do pódio ao vencer a corrida 1 nos 4.806 metros do belo traçado de Termas de Rio Hondo, na Argentina, onde o Campeonato Mundial de Carros de Turismo se apresentou no final de semana. Na corrida principal o triunfo foi do húngaro Norbert Michelisz, que liderou a dobradinha da equipe Honda JAS, à frente do líder do campeonato Tiago Monteiro.

Resultado da corrida 1: 1) Yann Ehrlacher (França) Lada Vesta), RC Motorsport, 11 voltas (Tempo não fornecido); 2) Mehdi Bennani (Marrocos), Citroën C-Elysée, Loeb, a 0”726; 3) Esteban Guerrieri (Argenitna) Chevrolet RML Cruze, Campos, a 1’’326.

Húngaro Michelisz liderou dobradinha da equipe Honda JAS na corrida principal  (FIA WTCC)

Resultado da corrida 1: 1) Norbert Michelisz (Hungria) Honda Civic, Honda JAS, 13 voltas (Tempo não fornecido); 2) Tiago Monteiro (Portugal), Honda Civic, Honda JAS, a 0”505; 3) Thed Bjork (Suécia), Volvo S60, Volvo, a 1’’381;

Posições no campeonato após 12 etapas: 1) Tiago Monteiro (Portugal, 200 pontos; 2) Thed Björk (Suécia), 188; 3) Nobert Michelisz (Hungria), 171

Próxima etapa: Xangai, China, 14 e 15 de outubro

TC 2000

Prova de gala da temporada argentina de TC 2000, a “Corrida das Estrelas” teve domínio da Renault; nessa corrida os pilotos que disputam o campeonato formam duplas com pilotos convidados especialmente para a categoria. Mariano Pernía e Facundo Ardusso, com o Renault Fluence preparado pela equipe Ambrosio Racing foram os melhores e cruzaram a linha de chegada à frente do outro carro da equipe e que foi tripulado por Manuel Luque e Emiliano Spataro.

Mariano Pernía venceu a prova de gala da TC 2000 em dupla com o jovem Facundo Ardusso (TC2000)

Resultado da corrida: 1) Mariano Pernía/Facundo Ardusso (Renault Fluence), 42 voltas em 1h22”0”363; 2) Manuel Luque/Emiliano Spataro (Renault Fluence); 3) Diego Ciantini/Bernardo LLaver (Honda Civic).

Segundo colocado, com Emiliano Spataro, Manuel Luque isolou-se na liderança do campeonato ((TC 2000)

Posições no campeonato: 1) Manuel Luque (Renault), 235 pontos; 2) Mariano Pernía (Renault), 146; 3) Federico Iribarne (Honda), 141.

Próxima etapa: Rosendo Hernandez, San Luis, 6 de agosto