Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Discute

Divulgação

Mata-mata ou pontos corridos, qual a melhor forma de disputa?

Viradas emocionantes na Copa do Brasil e título antecipado no Brasileirão reacendem a velha...

Estadão Esporte,

25 de Novembro de 2014 | 00:00
Atualizado 12 de Setembro de 2016 | 17:25

Divulgação

Em todo fim de campeonato a polêmica reaparece: Qual é a melhor fórmula de disputa para um campeonato, pontos corridos ou mata-mata? As competições parecem ter suas vantagens e desvantagens, e dividem opiniões. Considerado mais 'justo', o sistema de pontos corridos no Brasileirão deu o título a apenas seis clubes: Corinthians, Cruzeiro, São Paulo, Santos, Flamengo e Fluminense. Em 2014, o Cruzeiro levou pela segunda vez seguida, e com folga. A emoção é o que move quem defende o mata-mata. Com jogos únicos ou de ida e volta, como na Libertadores e na Copa do Brasil, a disputa pela taça fica mais envolvente, mas tira a chance de título de quem não vai bem nas primeiras fases. Ídolos nos clubes por onde passaram, Zé Maria, ex-Corinthians, e Falcão, ex-técnico e jogador do Inter, debatem qual seria a melhor forma para a decisão do título nacional.

Decisões por mata-mata são mais complicadas
Decisões por mata-mata são mais complicadas

Zé Maria

Ex-jogador

A decisão por mata-mata é interessante, joguei muitas delas, mas o Brasileiro deste ano foi por pontos corridos e foi sensacional também. É complicado, mas o jogo decisivo fica mais interessante porque dá mais qualidade para a partida.

O sistema de pontos corridos faz com que os clubes melhorem a qualidade ao longo do ano. Se você observar, os cinco primeiros times (na classificação) são os maiores do Brasil. Só saem desta lista o Palmeiras, que não está bem. E o Cruzeiro foi campeão daquele jeito, sempre com o São Paulo pressionando até o último minuto, atrás do líder o tempo todo. Então, as equipes são mais equilibradas nos pontos corridos, mas o mata-mata é emocionante.

 
Zé Maria,

lateral-direito das Copas de 1970 e 1974, fez história no Corinthians depois de surgir na Portuguesa. Pelo clube alvinegro, coqnuistou dois títulos paulista, em 1977 e 1979.

Pontos corridos também são emocionantes
Pontos corridos também são emocionantes

Falcão

Ex-jogador

Gosto mais do campeonato por pontos corridos porque este é o único sistema que premia o melhor time do campeonato, de fato, sem chances de zebra. 

E ainda que o campeão conquiste o título antes da última rodada, como aconteceu neste ano e no passado, com o Cruzeiro, geralmente os últimos rebaixados e classificados para a Copa Libertadores, duas definições secundárias, mas não menos importantes para os clubes do Brasileirão, só são conhecidos ao término do torneio, o que garante a emoção ao torcedor e competitividade à disputa. Portanto, os pontos corridos também são emocionantes.

Falcão,

ídolo do Internacional e da Roma, Paulo Roberto Falcão é tricampeão brasileiro pelo clube gaúcho. Em 1983, conquistou o campeonato italiano. O meia defendeu a seleção brasileira em duas Copas (1982 e 1986). Foi treinador após o fim de sua carreira, e, atualmente, é comentarista esportivo.

Outros Temas

O Brasil tem chance de ficar fora da Copa de 2018?

O Brasil tem chance de ficar fora da Copa de 2018?

É a favor do uso de recursos eletrônicos na arbitragem?

É a favor do uso de recursos eletrônicos na arbitragem?

Como lidar com o calor durante as partidas?

Como lidar com o calor durante as partidas?

A contratação de dirigentes de futebol é superestimada no País?

A contratação de dirigentes de futebol é superestimada no País?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.