1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Brasil tem pane no terceiro quarto, mas vence Sérvia no Mundial

Estadão Conteúdo

03 Setembro 2014 | 15h 29

Depois de um início arrasador, seleção deixa de jogar, leva a virada dos europeus, acorda no fim e obtém terceiro seu triunfo por 81 a 73

A seleção brasileira masculina de basquete voltou a hesitar nesta quarta-feira, mas não deixou escapar a terceira vitória no Mundial disputado na Espanha. Depois de um bom início de partida, o Brasil chegou a levar a virada dos sérvios antes de recuperar no fim e conquistar o triunfo pelo placar de 81 a 73, em Granada.

O resultado marcou a reabilitação da seleção, após a derrota para a anfitriã Espanha na rodada passada, e a classificação às oitavas de final. O triunfo ainda deixou a equipe comandada pelo técnico Rubén Magnano em situação favorável no Grupo A, perto de se classificar em segundo lugar, o que evitaria um confronto complicado na próxima fase.

Agora o time nacional soma sete pontos e ocupa provisoriamente a primeira colocação da chave, ainda à espera dos demais resultados do grupo. A definição acontecerá na partida contra o Egito às 10h30 (horário de Brasília) desta quinta-feira.

Javier Soriano/AFP
Seleção comemora importante vitória sobre a forte Sérvia

Pela primeira vez neste Mundial, a seleção fez um bom primeiro quarto, "acordado" diante dos sérvios, depois de inícios marcados pela lentidão nas três partidas anteriores. Desta vez, a queda de rendimento do time aconteceu no terceiro quarto, quando a Sérvia reagiu e chegou a abrir vantagem que ameaçou a vitória brasileira.

O Brasil teve um início de jogo fulminante. Alerta, chegou a abrir 18 pontos de vantagem sobre a Sérvia. Com boa atuação na defesa e aproveitamento de 48% de aproveitamento nos arremessos de três pontos - principalmente com Marquinhos -, os brasileiros dominaram os rivais no primeiro quarto e deixou o segundo ainda com 16 de dianteira no placar.

A situação, no entanto, se inverteu completamente no terceiro quarto. O time brasileiro passou a acumular erros seguidos e levou 32 pontos em 10 minutos. No ataque, foram apenas 12 pontos. Os sérvios, então, viraram o marcador e ainda abriram sete pontos de vantagem, lembrando o desempenho sofrível da seleção nos amistosos preparatórios do Mundial, quando se acostumou a cair de rendimento no terceiro quarto.

Mas, como também aconteceu na preparação, o Brasil reagiu no último quarto do confronto. Depois de passar quase três minutos sem marcar, o time nacional passou a acertar mais, retomou a confiança e aproveitou o cansaço dos adversários para retomar o controle da partida. Acabou fechando o jogo com a vantagem de oito pontos.

Marquinhos foi o cestinha da partida, com 21 pontos, graças principalmente ao aproveitamento nas tentativas de três pontos. Acertou seis de nove arremessos. Leandrinho contribuiu com 16 pontos. Teodosic foi o maior pontuador da Sérvia, com 14 acertos.