Adam Glanzman/AFP
Adam Glanzman/AFP

Cavaliers massacra Celtics, vence por 44 pontos e abre 2 a 0 nas finais do Leste

Vitória do atual campeão sobre equipe de Boston por 130 a 86 é a maior da história da franquia de Cleveland

Estadão Conteúdo

20 Maio 2017 | 09h50

O Cleveland Cavaliers ainda não encontrou adversários à altura nestes playoffs da NBA, e na última sexta-feira, impôs um dos maiores vexames da história do Boston Celtics. Diante de sua torcida, no TD Garden, o time verde e branco foi atropelado por LeBron James e seus companheiros por incríveis 44 pontos de diferença. O triunfo por 130 a 86 deixou o Cavaliers em ótima situação, com 2 a 0 na série melhor de sete e muito próximo da decisão da liga.

Não bastasse a imensa vantagem na série, com a possibilidade de fechá-la com duas partidas em casa, o Cavaliers acabou com qualquer moral do Celtics. O time de Boston, maior vencedor da NBA com 17 conquistas, nunca havia sofrido uma derrota por tamanha diferença de pontos em casa nos playoffs em sua história.

E este massacre foi definido ainda no primeiro tempo. Sem encontrar resposta do adversário para seu ataque fulminante, o Cavaliers trabalhou como quis na quadra ofensiva e abriu incríveis 41 pontos já no intervalo. Incrédulos, os torcedores do Celtics viram sua equipe ir para o vestiário perdendo por 72 a 31.

LeBron, Kevin Love e Kyrie Irving nem precisariam ter voltado para o segundo tempo, porque a partida já estava definida. E no último período, eles, de fato, ficaram no banco, apenas assistindo aos reservas terminarem o atropelamento. Mesmo assim, o Cavaliers chegou a incríveis 130 pontos, maior quantia da história da franquia em playoffs.

Por onde se olhe, os números traduzem o impacto deste resultado. Esta foi a pior derrota de um primeiro colocado de conferência na história dos playoffs da NBA. De quebra, selou o 13.º triunfo consecutivo do Cavaliers na pós-temporada da liga, e uma terceira "varrida" consecutiva, após eliminar Indiana Pacers e Toronto Raptors por 4 a 0, parece questão de tempo.

Mais uma vez, quem comandou a vitória do Cavaliers foi LeBron James. O astro marcou 30 pontos e distribuiu sete assistências em 33 minutos em quadra. Kyrie Irving, com 23 pontos, e Kevin Love, com 21, além de 12 rebotes, também contribuíram. Pelo Celtics, o cestinha foi o reserva Jaylen Brown, mas o destaque negativo ficou por conta de Isaiah Thomas, que não acertou nenhum arremesso de quadra e terminou com somente dois pontos.

O Cavaliers tem a chance de fechar o confronto com o Celtics em 4 a 0 e vai realizar as duas próximas partidas em casa, no domingo e na próxima terça-feira. Com o Golden State Warriors batendo o San Antonio Spurs por 2 a 0 no Oeste, a terceira final consecutiva entre Warriors e Cavaliers parece ser inevitável.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.