1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Coadjuvantes brilham, Spurs vencem em Miami e fazem 2 a 1 na final

AE - Agência Estado

11 Junho 2014 | 09h 40

Equipe de San Antonio conta com grande atuação de Kawhi Leonard e Danny Green e atropela Heat por 111 a 92 atuando fora de casa

O San Antonio Spurs contou com uma atuação irretocável no primeiro tempo para vencer o terceiro jogo da decisão da NBA contra o Miami Heat, na última terça-feira, e voltar a ficar à frente na série melhor de sete. O time texano fez 111 a 92 na casa do adversário. De quebra, recuperou o mando de quadra, e agora precisa vencer apenas as partidas em seu ginásio, o AT&T Center, para conquistar o quinto título de sua história.

Com a vitória de terça, o Spurs se recuperou da derrota que havia sofrido em casa no domingo e fez 2 a 1 na série final. As duas equipe voltarão a se enfrentar nesta quinta, novamente em Miami. A série voltará para San Antonio no domingo.

Talvez mordidos pela derrota de domingo, o Spurs começou o jogo com tudo e teve um primeiro tempo simplesmente histórico. Danny Green e, principalmente, Kawhi Leonard, que vinham apagados nas primeiras partidas, tiveram grandes exibições e o time texano disparou no placar, terminando os primeiros 24 minutos do duelo com 21 pontos de vantagem.

A marcação do Heat não estava boa, mas o ataque do Spurs foi arrasador. O time texano marcou 41 pontos logo no primeiro quarto, acertou 19 de seus primeiros 21 arremessos de quadra e chegou a ter 90,5% de aproveitamento nos chutes. Terminou o primeiro tempo com 75,8%, superando o recorde da história das finais da NBA.

Abalado, o Heat voltou para o terceiro período arriscando tudo, em busca de uma improvável reação, e até assustou. O time da casa apertou na defesa e abusou de seu jogo de transição para fazer cestas fáceis. Com isso, chegou a cortar a diferença para sete pontos e terminou o quarto 11 atrás: 86 a 75.

Mas foi realmente só um susto. No período final, o Spurs restabeleceu seu jogo de paciência, teve mais cuidado com a posse de bola e voltou a ter um bom aproveitamento nos arremessos. Isso desesperou o Heat, que voltou a ser o time a errar bolas bobas. Assim, os últimos minutos serviram apenas para dar ritmo aos jogadores que pouco vêm atuando, já que o resultado já estava selado.

Kawhi Leonard foi o principal responsável pela arrancada inicial do Spurs e pela vitória. Foram 29 pontos para o ala - recorde de sua carreira em um jogo de playoffs -, sendo 16 somente no primeiro quarto. Danny Green ainda contribuiu com 15 - sendo 13 deles no primeiro tempo -, mesmo número de Tony Parker. Tim Duncan marcou 14 pontos, enquanto o brasileiro Tiago Splitter saiu do banco para marcar seis pontos e pegar quatro rebotes.

Pelo Heat, LeBron James tentou colocar o time no jogo no início, com 14 pontos no primeiro quarto, mas terminou com apenas 22. Mesmo número de Dwyane Wade, muito discreto nos dois períodos iniciais. Rashard Lewis voltou a aparecer bem nas bolas de três pontos e terminou com 14, enquanto Chris Bosh foi mal e anotou somente nove.