DAVID MAXWELL/EFE
DAVID MAXWELL/EFE

Com 42 pontos de Irving, Cavaliers bate Celtics e abre 3 a 1 na final do Leste

LeBron James também teve boa atuação, com 34 pontos, seis assistências e cinco rebotes

Estadão Conteúdo

24 Maio 2017 | 09h02

Nem as dores e nem o Boston Celtics puderam parar Kyrie Irving. Com 42 pontos do armador, que teve atuação brilhante no segundo tempo, e 34 de LeBron James, o Cleveland Cavaliers superou o time do Massachusetts por 112 a 99, em casa, na noite de terça-feira, abriu 3 a 1 na série decisiva da Conferência Leste da NBA e ficou a uma vitória da grande final.

Caso a consiga, disputará o título novamente contra o Golden State Warriors, uma decisão que ocorreu nas últimas duas temporadas. E isso pode ser alcançado já nesta quinta-feira, quando os times vão se enfrentar em Boston, com o Cavaliers tendo a possibilidade de garantir o tricampeonato consecutivo do Leste.

Irving seguiu na quadra apesar de ter torcido o tornozelo esquerdo no terceiro quarto, quando anotou 19 pontos em menos de cinco minutos. "Carregou nas costas o desempenho da equipe e nos levou adiante", comentou o técnico do Cavaliers, Tyronn Lue, em referência a Irving.

Embora tenha sido derrotado na última noite, o Celtics levará o desempenho do terceiro e do quarto jogo como referência para não dar vida fácil ao Cavaliers na quinta-feira. Afinal, mesmo sem Isaiah Thomas, que pode passar por uma cirurgia no quadril e perderá o restante dos playoffs, o time não deu trégua ao oponente nesses duelos.

Avery Bradley marcou 19 pontos, Jae Crowder acumulou 18 e Al Horford somou 16 pontos, sete assistências e três rebotes. "Há opções", considerou o técnico do Celtics, Brad Stevens. "Não estou certo de que sejam boas opções. Quando ele (Irving) joga assim, é difícil freá-lo".

O Cavaliers não estaria a um passo da final se não fosse por Irving. O time esteve sob risco de sofrer a sua segunda derrota seguida na série, ainda mais que LeBron, autor de apenas 11 pontos no terceiro duelo, cometeu quatro faltas no primeiro tempo do confronto de terça.

Mas Irving deu um espetáculo solo no terceiro quarto para encaminhar o triunfo. "Quando voltamos do intervalo, só queria ser agressivo, guiar meus colegas e deixar tudo na quadra", disse Irving, que deixou paralisados os defensores do time de Boston com seus dribles e foi para a cesta todas as vezes que quis.

Ele conseguiu seis bandejas, acertou dois arremessos de três pontos e converteu um tiro livre durante um período de 4min48. Assim, levou o Cavaliers a fechar o terceiro quarto vencendo por 87 a 80 após ir ao intervalo perdendo por dez pontos de diferença. O time não seria mais ameaçado e agora está a um passo da final da NBA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.