Espanha bate a Grécia e conquista o Mundial de basquete

Mesmo sem contar com o pivô Pau Gasol, a seleção da Espanha conquistou, neste domingo, o inédito título do Mundial de basquete masculino ao massacrar na final a Grécia por 70 a 47, no Ginásio Saitama Super Arena, no Japão. O bronze ficou com os Estados Unidos, que bateram a Argentina na disputa do terceiro lugar, no sábado. Durante o confronto, os espanhóis apresentaram uma defesa extremamente fechada e combativa, que impedia as investidas das infiltrações gregas - a Grécia, atual campeã européia, possui um dos melhores setores ofensivos do torneio e anotou 101 pontos sobre os norte-americanos na semifinal. O destaque da partida deste domingo foi o ala-pivô espanhol Jorge Garbajosa, que vai jogar no Toronto Raptors na próxima temporada da NBA. Ele conseguiu um double-double (dois dígitos em dois fundamentos) ao marcar 20 pontos e capturar 10 rebotes. O seu companheiro de equipe, o ala-armador Juan Carlos Navarro, também marcou 20 pontos. O maior pontuador da Grécia foi o ala Michail Kakiouzis, com 17. Apesar de não ter disputado a final por causa de uma fratura no pé esquerdo, Pau Gasol foi eleito o MVP (Most Valuable Player ou melhor jogador) do Mundial. O jogador do Memphis Grizzlies da NBA, que acompanhou o confronto diante dos gregos no banco de reservas, esteve em quadra em oito jogos e marcou 170 pontos, média de 26,5 por partida. Ele também conseguiu capturar 9,4 rebotes durante os confrontos. Com o resultado, a seleção da Espanha já garantiu a sua classificação para a Olimpíada de Pequim, na china, que vai ser disputada em 2008.

Agencia Estado,

03 Setembro 2006 | 09h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.