Steve Dipaola/Reuters
Steve Dipaola/Reuters

Ex-astro da NBA é vítima de bala perdida ao proteger crianças

Brandon Roy não corre risco de morrer

O Estado de S.Paulo

03 Maio 2017 | 11h03

Apontado por Kobe Bryant como o jogador mais difícil que ele marcou na NBA, ex-jogador Brandon Roy foi vítima de uma bala perdida, no último domingo, na Califórnia. Ele estava na casa da avó quando um tiroteio começou fora da residência e, ao tentar proteger algumas crianças, foi atingindo na perna.

Selecionado pelo Minnesota Timberwolves na sexta posição do draft de 2006 e repassado ao Portland Trail Blazers, o ala atuou por seis anos na NBA, sendo que ficou parado na temporada de 2011-2012 por causa de problemas crônicos nos joelhos. Ele ainda tentou voltar no ano seguinte, coincidentemente no Minnesota, mas fez apenas seis jogos antes de se aposentar. 

Brandon Roy não corre risco de morte. Em sua página, o Portland Trail Blazers publicou um comunicado. "Nosso ex-jogador Brandon Roy foi baleado no fim de semana na Califórnia. Segundo informações, Brandon foi alvo de bala perdida. Desejamos sua recuperação. Nossas orações para Brandon e sua família neste período."

Eleito o rookie do ano na NBA em 2007 e participou de três edições do All-Star Game, o ex-jogador trabalha como treinador na Nathan Hale High School. Na temporada de 2016-2017, o time registrou uma campanha com 29 vitórias e nenhuma derrota, e Brandon Roy ganhou o Naismith National High School Coach of the Year como melhor técnico.

Mais conteúdo sobre:
Basquete

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.