Jogador universitário de basquete morre nos Estados Unidos

O jogador inglês Haris Charalambous, de 21 anos, do Toledo Rockets, que participa da Liga Universitária Norte-Americana de Basquete (NCAA), morreu repentinamente após sofrer uma parada cardíaca durante um treinamento de sua equipe. Os treinadores do Rockets tentaram reanimar Charalambous, enquanto aguardavam pelos serviços de emergência. No entanto, o jogador não resistiu e morreu durante o trajeto para o hospital. Os médicos que cuidaram do jogador ainda não sabem o que casou o enfarte no pivô. "Não faremos suposições antes dos resultados da autópsia", disse um porta-voz do Rockets. Casos de atletas que faleceram por causa de problemas cardíacos marcaram o esporte mundial nos últimos anos. Em junho de 2003, o jogador camaronês Marc Vivien Foe faleceu durante uma partida pela Copa das Confederações. No mesmo ano, o zagueiro Max, do Botafogo de Ribeirão Preto, sofreu um enfarte durante uma entrevista coletiva. Em 2004, o zagueiro Serginho, do São Caetano, morreu após cair no gramado do Morumbi, durante a disputa de uma partida pelo Campeonato Brasileiro. O caso mais recente aconteceu em setembro deste ano, quando o volante Diogo sofreu um enfarte durante um treinamento do Cruzeiro - o jogador foi socorrido no gramado e conseguiu sobreviver.

Agencia Estado,

10 Outubro 2006 | 11h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.