1. Usuário
Assine o Estadão
assine

San Antonio bate Heat e Splitter é o 1º brasileiro campeão da NBA

O Estado de S. Paulo

16 Junho 2014 | 00h 31

Pivô catarinense foi peça importante na quinta conquista dos Spurs na liga profissional de basquete dos Estados Unidos

Larry W. Smith/EFE
San Antonio Spurs devolveu derrota do ano passado e levantou sobre o Miami Heat seu quinto título de campeão da NBA.
" SRC="/CMS/ICONS/MM.PNG" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

Finalmente a National Basketball Association (NBA) tem um brasileiro em seu hall de jogadores campeões. A honra coube ao pivô Tiago Splitter, que ajudou o San Antonio Spurs a vencer o quinto jogo contra o Miami Heat, do astro americano LeBron James, por 104 a 87 no AT&T Center e fechar a decisiva série por 4 a 1. 

Esse foi o 5.º título da franquia do Texas, todos com o técnico Gregg Popovich no comando do time e com o ala/pivô Tin Duncan – os texanos ficaram com o anel de ouro também em 1999, 2003, 2005 e 2007. A conquista pode ser considerada uma revanche, já que na temporada passada os Spurs foram derrotados pelo Heat por 4 a 2 na decisão.

Splitter, de 29 anos, é catarinense de Blumenau, foi selecionado pelos Spurs no draft de 2007, jogou no basquete espanhol por duas temporadas e, desde a temporada 2010/2011, está na equipe texana. O pivô, de 2,11 m, faz parte do grupo de jogadores que o técnico argentino Rubén Magnano pretende levar para defender a seleção brasileira no Mundial da Espanha, que será realizado entre os meses de agosto e setembro.

Antes do próprio Splitter na última temporada, apenas o pivô Anderson Varejão, também da seleção brasileira, havia disputado uma final de NBA. Foi pelo Cleveland Cavaliers na temporada 2006/2007 – os Cavs foram ‘varridos’ pelos Spurs por 4 a 0.

A missão do Miami Heat era ingrata – precisava vencer três jogos consecutivos para conquistar o tricampeonato, feito obtido pela última vez na principal liga de basquete dos Estados Unidos com o Los Angeles Lakers (2000/01/02), mas a equipe nem chegou perto disso.

O jogo começou difícil para os Spurs. Com LeBron inspirado, o Miami Heat abriu 8 a 0 e ainda ampliou a diferença no primeiro quarto. Sem pressa, a equipe do Texas buscou o resultado e terminou os primeiros 12 minutos de jogo apenas 7 pontos atrás do marcador.

No segundo quarto, com revezamento na marcação em LeBron, os Spurs conseguiram virara a partida e foram para intervalo com vantagem de 47 a 40 no placar.

A partida foi decidida no terceiro quarto, quando mais uma vez os Spurs conseguiram um aproveitamento de nada menos do 71,4% de aproveitamento dos arremessos de três pontos, especialmente com o argentino Manu Ginobli. No último quarto, o San Antonio apenas administrou o placar e fechou o jogo sem grandes problemas. Mesmo perdendo o jogo, LeBron foi o cestinha do jogo, com 31 pontos – ele ainda pegou 10 rebotes.

Após a partida, Tim Duncan se tornou o segundo jogador a conquistar títulos da NBA em três décadas diferentes – antes, apenas John Salley havia realizado tal feito.

O MVP da partida foi Kawhi Leonard, de 22 anos. Após a partida, Tim Duncan estava visivelmente emocionado. “Isso é incrível. Construímos essa vitória nos vestiários após perdermos as finais no ano passado. Gregg Popovich foi incrível. Isso tudo 17 anos após minha primeira vitória. Ainda tenho uma paixão grande pelo esporte. É incrível. Estou terminando minha carreira, penso nos meus filhos. É incrível...”