Reprodução
Reprodução

Varejão aceita anel de campeão do Warriors e celebra título da temporada passada

Pivô participou apenas do início da campanha, antes de ser dispensado, mas foi procurado pela franquia, que o ofereceu a honraria

Estadão Conteúdo

06 Outubro 2017 | 16h02

O brasileiro Anderson Varejão anunciou nesta sexta-feira que decidiu aceitar o anel de campeão oferecido pelo Golden State Warriors pelo título da NBA na temporada passada. O pivô participou apenas do início da campanha, antes de ser dispensado, mas foi procurado pela franquia, que o ofereceu a honraria.

Cavaliers e Warriors sofrem derrotas na pré-temporada da NBA

"Há umas duas semanas, recebi uma ligação do Golden State e me disseram que havia sido feita uma votação entre jogadores e comissão técnica, e decidiram que seria merecido que eu recebesse o anel de campeão, pelo tempo que passei com eles. Esse reconhecimento, esse carinho deles, me deixa orgulhoso e honrado", declarou o jogador.

Varejão chegou ao Warriors em fevereiro de 2016 e ficou um ano por lá. Dispensado no início do ano, participou de apenas 14 partidas na temporada 2016/2017, que seria vencida pela equipe. Mesmo sem ter atuado na maior parte da campanha, ele foi considerado campeão pela franquia e aceitou o prêmio.

"Vou aceitar esse anel, que representa muito mais do que um título para mim, representa a nossa história juntos, todos os momentos que passei com eles. Gostaria de agradecer a todos - franquia, jogadores, técnicos, fãs - que me acompanham no dia a dia, pelo carinho e pelos pensamentos positivos", disse.

Curiosamente, esta foi a segunda vez seguida que Varejão viveu esta situação. Na temporada 2015/2016, ele foi trocado pelo Cleveland Cavaliers - em negociação que terminaria com sua ida para o Warriors - meses antes de a franquia se tornar campeã da NBA. Na ocasião, porém, o brasileiro não aceitou o anel oferecido pelo Cavaliers.

Mais conteúdo sobre:
Anderson Varejão NBA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.