Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Varejão é trocado pelo Cavaliers e vai para o Blazers, mas pode ser dispensado

Basquete

Reuters

Varejão é trocado pelo Cavaliers e vai para o Blazers, mas pode ser dispensado

Brasileiro deixa franquia de Ohio após 11 temporadas

0

Estadão Conteúdo

18 Fevereiro 2016 | 17h09

O futuro de Anderson Varejão na NBA está incerto. A única certeza é que o brasileiro de 33 anos está deixando o Cleveland Cavaliers após 11 temporadas e meia. Nesta quinta-feira, a franquia de Ohio acertou a troca do pivô para o Portland Trail Blazers, que, por sua vez, já teria decidido pela dispensa do jogador.

Varejão foi incluído em um acordo envolvendo três equipes. O pivô foi enviado ao Blazers junto de uma escolha de primeira rodada para o Draft de 2018 pelo Cavaliers, que, por sua vez, recebeu o ala/pivô Channing Frye do Orlando Magic. A equipe da Flórida ficou com o armador Jared Cunningham e um escolha de segunda rodada de Draft.

Assim, Varejão não atuará mais pelo Cleveland Cavaliers, única equipe pela qual já jogou na NBA. O pivô chegou a Ohio na temporada 2004, disputou a final de 2007 - perdeu para o San Antonio Spurs -, mas foi prejudicado pelas diversas lesões nas últimas temporadas.

Talvez a melhor temporada da carreira de Varejão tenha acontecido em 2012/2013, quando ele somava médias de 14,1 pontos e 14,4 rebotes nas 25 partidas em que atuou, antes de perder o resto do campeonato com uma séria embolia pulmonar. Este problema aliado a lesões no tornozelo direito, no pulso direito e no tendão de Aquiles limitaram as partidas do brasileiro e fizeram com que ele entrasse em um declínio vertiginoso nos últimos anos.

Na atual temporada, Varejão atuou em somente 31 partidas - nenhuma como titular - e somou as tímidas médias de 2,6 pontos e 2,9 rebotes por jogo. No Portland Trail Blazers, poderia adicionar experiência a um elenco jovem e que está se superando na temporada - é o sétimo colocado do Oeste -, mas a imprensa norte-americana especulou que ele deve ser dispensado para abrir espaço no teto salarial da equipe.

Se a dispensa acontecer, Varejão ficará livre para assinar com qualquer equipe da NBA para esta temporada, menos o próprio Blazers e o Cavaliers. Ter o pivô em atividade é fundamental para o técnico Rubén Magnano, que já mira a Olimpíada deste ano, no Rio. Vale lembrar que o Brasil já não poderá contar com Tiago Splitter nos Jogos, uma vez que ele passará por cirurgia no quadril e ficará oito meses afastado.

Se vai ficar sem o brasileiro, o Cavaliers conseguiu o acordo com Channing Frye, que interessava também ao Los Angeles Clippers. O também experiente ala/pivô, de 32 anos, é especialista em arremessos de três pontos e está em sua décima temporada da NBA. Ele já passou por New York Knicks, Portland Trail Blazers e Phoenix Suns, e em 2015/2016 tinha médias de 5,2 pontos e 3,2 rebotes por jogo pelo Magic.

Mais conteúdo sobre:

Comentários