1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Zanon elogia o Brasil após terceira derrota diante do Canadá

AE - Agência Estado

29 Junho 2014 | 17h 25

Brasil perdeu os três confrontos realizados em Edmonton. Amistosos são parte da preparação para o Sul-Americano do Equador

A seleção brasileira feminina de basquete fechou com três derrotas em três jogos a série de amistosos que realizou com o Canadá, em Edmonton. Os duelos serviram de preparação para o Campeonato Sul-Americano, em Ambato, no Equador, onde o Brasil irá estrear contra a Venezuela, no dia 14 de agosto. Mas, apesar do retrospecto totalmente negativo nestes duelos preparatórios, o técnico Luiz Augusto Zanon exibiu satisfação com a evolução gradativa da equipe nacional, que no último sábado caiu por 68 a 63 diante das canadenses.

Antes desta última derrota, as brasileiras perderam o primeiro destes amistosos por 64 a 43 e em seguida caíram por 79 a 72 contra o rival da América do Norte. "Achei o jogo (de sábado) equilibrado com as meninas jogando forte durante os 40 minutos. Tivemos a oportunidade de ter as bolas decisivas no fim, mas dentro dessa fase ficamos satisfeitos com a desenvoltura, entrega e superação das jogadoras. Estamos muito fortes no caminho que queremos traçar ainda", disse Zanon, em declarações reproduzidas neste domingo pelo site oficial da Confederação Brasileira de Basquete (CBB).

Divulgação
Zanon mostrou-se satisfeito com a evolução gradativa da seleção

O treinador também lembrou do desgaste provocado pelas partidas realizadas em um curto espaço de tempo contra as canadenses, fato que fez ele valorizar ainda mais a derrota por apenas cinco pontos de diferença no último sábado. "Essa viagem foi excelente para essa desenvoltura e crescimento do grupo. A determinação e a superação de jogar três jogos seguidos dessa maneira foram muito boas. E toda a comissão técnica está muito contente", assegurou.

Antes do confronto deste sábado, as brasileiras encararam o Canadá na quinta e na sexta-feira, sendo que nesta última partida o principal destaque do time de Zanon foi a pivô Clarissa Santos, que contabilizou 18 pontos, 12 rebotes, quatro assistências e seis roubadas de bola. Já a equipe canadense, com melhor atuação coletiva, teve como maior cestinha Lizanne Murphy, com 13 pontos. Ela ficou logo à frente da brasileira Tatiane Nascimento, com 12.

Integrante do Grupo B do Sul-Americano, o Brasil terá como rivais, além da Venezuela, o Uruguai e o Equador na primeira fase. Essa competição, que ainda conta com Argentina, Chile, Peru e Paraguai no Grupo A, garantirá aos três primeiros colocados uma vaga nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, enquanto os quatro primeiros irão ao Pré-Olímpico. Essas duas competições acontecerão em 2015.