Pilar Olivares/Reuters - 5/4/2017
Pilar Olivares/Reuters - 5/4/2017

A 10 rodadas do fim, Henrique Dourado supera artilheiros de 2016

Ceifador fez seu 15º gol e ultrapassou os artilheiros do Brasileirão do ano passado

Ricardo Magatti, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2017 | 16h33

Se o Campeonato Brasileiro de 2016 teve os artilheiros mais econômicos da história dos pontos corridos – William Potker, Fred e Diego Souza foram os principais goleadores com 14 tentos cada – neste ano, a 10 rodadas do final da competição, o artilheiro já tem melhor marca.

+Veja classificação do Campeonato Brasileiro

Henrique Dourado, o ‘Ceifador’ foi fundamental para o Fluminense neste domingo, quando marcou o gol da vitória sobre o Avaí e desgarrou de Jô para chegar à artilharia isolada do Brasileirão, com 15 gols, e ultrapassar os matadores da Brasileiro 2016.

O centroavante do Fluminense, que já tem 29 gols anotados na atual temporada e ostenta média de 0,61 gols/jogo no Campeonato Brasileiro, só é perseguido de perto pelo corintiano Jô. Ao contrário da temporada passada, quando balançaram mais as redes, Fred e Diego Souza viveram períodos de ‘seca’ e somam sete gols no Brasileiro de 2017. Os dois, aliás, se enfrentaram neste domingo. A partida no Recife terminou em 1 a 1, com gol de Fred, que voltou a balançar a rede depois de 12 jogos (quase três meses sem marcar). William Potker disputa a Série B do Campeonato Brasileiro pelo Internacional e por isso não está no páreo.

Com 34 gols em 2003, anotados quando vestia a camisa do Atlético-PR, o centroavante Washington é o maior artilheiro de uma edição do Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos. Desde que a competição passou a ter 20 clubes em 2006, os matadores com mais gols são Jonas (2010) e Borges (2011), que marcaram 23 gols cada um por Grêmio e Santos, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.