Pierre Philippe Marcou / AFP
Pierre Philippe Marcou / AFP

'A Juventus é um grande time, mas nós somos melhores', diz Cristiano Ronaldo

Estrela do Real Madrid garante estar em ótima forma física para a decisão da Liga dos Campeões

Estadão Conteúdo

30 Maio 2017 | 12h54

Se de um lado o técnico Zidane diz que Real Madrid e Juventus entrarão em campo na final do próximo sábado, às 15h45 (de Brasília), em Cardiff, País de Gales, com chances iguais de lutar pelo título da Liga dos Campeões, de outro o atacante Cristiano Ronaldo não escondeu que considera o time espanhol favorito a ficar com a taça do principal torneio interclubes europeu.

O astro português deixou claro que vê o Real Madrid tecnicamente superior e ressaltou viver um "momento extraordinário". Entretanto, o português lembrou que é preciso traduzir toda esta confiança e poderio com futebol dentro de campo. "Temos de entrar com humildade, mas demonstrando atitude e caráter, demonstrando que somos os melhores. A Juventus é um grande time, mas creio que somos melhores. Tenho a sensação de que vamos fazer um grande jogo e ganhar", afirmou.

Cristiano Ronaldo está confiante não apenas por causa do ótimo futebol que vem sendo apresentado pelo time merengue, mas também pela sua própria condição neste estágio do ano em que a maioria dos jogadores está bastante desgastada com no fim da temporada.

"Este é o momento em que melhor me sinto a nível físico. Me lembro que nas duas ou três últimas temporadas, chegava ao fim um pouco cansado porque jogava também mais. Este ano foi diferente pela gestão disso em relação a mim", afirmou o goleador, em referência ao fato de que Zidane o poupou de várias partidas e soube usar com eficiência o grande número de opções do seu elenco ao longo das competições.

"Foi uma gestão muito inteligente por parte do treinador porque todos tiveram minutos em campo, todos jogaram, todos contribuíram. Sinto-me melhor do que nos últimos anos", ressaltou Cristiano Ronaldo, destacando também que espera se manter em boas condições físicas para defender com sucesso a seleção portuguesa no próximo mês, na Rússia, na principal competição da Fifa antes da Copa do Mundo de 2018.

"Espero poder ajudar o time no sábado com uma boa exibição, com gols se for possível, e sabemos que depois tenho a Copa das Confederações e quero estar bem", afirmou o atacante, referindo-se ao torneio para o qual Portugal se credenciou ao faturar o inédito título da Eurocopa, no ano passado, na França.

E após ajudar o seu país a conquistar pela primeira vez a Euro, Cristiano Ronaldo também mira outros feitos inéditos que estarão em jogo na final de sábado. "O time está em um momento doce e temos de aproveitá-lo. Queríamos muito ganhar a Liga (Espanhola) e isso (o título espanhol) nos tranquilizou muito. E agora sabemos que temos uma oportunidade única e buscamos um recorde que também queremos, que é ser o primeiro time a ganhar duas vezes consecutivas a Liga dos Campeões (no atual formato de disputa da competição)", projetou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.