Nelson Perez / Fluminense FC
Nelson Perez / Fluminense FC

Abel aponta oscilação do Fluminense e absolve Robinho por expulsão na estreia

Atacante ex-Figueirense foi expulso um minuto depois de entrar em campo

Estadão Conteúdo

11 Setembro 2017 | 08h51

O técnico Abel Braga reconheceu que o Fluminense teve desempenho distinto nos tempos do empate por 2 a 2 com o Vitória, domingo, no Barradão, em duelo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador avaliou que a equipe decepcionou na primeira etapa, quando saiu perdendo por 1 a 0, mas conseguiu se recuperar na segunda.

"Fomos muito mal, o Vitória nos dava a bola e nós não conseguíamos fazer a transição. Tive uma jogada de profundidade com o Lucas no primeiro tempo, cruzamento rasteiro e o goleiro defendeu, e um chute do Douglas de fora de área e nada mais. Nesse tempo, o Vitória poderia ter liquidado o jogo. No intervalo veio a substituição da atitude, da postura. Voltamos mais agressivos, com mais movimentação. Conseguimos lutar com muita bravura e a última impressão que ficou foi boa, foi positiva, mas o Fluminense não pode fazer o primeiro tempo como fez", avaliou.

No segundo tempo, o Fluminense conseguiu a virada diante do Vitória, mas acabou sendo vazado já nos acréscimos do duelo por Kanu. E embora tenha se declarado satisfeito com o resultado conquistado, o treinador apontou falha do sistema defensivo que impediu a sua equipe de deixar o Barradão com os três pontos.

"Houve um erro grave da minha equipe no segundo gol do Vitória, um erro tático. Reclamei que a jogada é treinada, toda equipe faz isso, a defesa tem que fazer a linha da bola e se essa bola é atrasada, tem que sair até a linha. Saí muito decepcionado no primeiro tempo e sai orgulhoso no segundo, pois suportamos o sufoco com menos um jogador, estávamos perdendo e conseguimos virar, mudamos a atitude e a postura. Individualmente e coletivamente a equipe melhorou. Algumas coisas me chateiam, mas nada me preocupa porque a postura do segundo tempo apagou totalmente a ruim do primeiro", comentou.

Abel só evitou condenar Robinho pela sua expulsão. O atacante entrou em campo durante o segundo tempo, mas ficou menos de dois minutos em campo, pois recebeu o cartão vermelho após uma dura dividida com Caíque Sá.

"O lance do Robinho, no segundo toque na bola, foi expulso. Ele é atacante, quem foi por baixo foi o lateral deles, só que quando ele abaixou a meia, tinha pego na canela e o juiz expulsou, mas não comento arbitragem. Não vou comentar nada, minha ideia era logo depois do gol de empate, colocar o Marco Júnior, porque o Vitória estava se atirando, mas não deu tempo, paciência", disse.

O empate deixou o Fluminense com 31 pontos, em 11º lugar no Brasileirão. Agora, porém, o time volta as suas atenções para a Copa Sul-Americana, pois na próxima quinta-feira vai enfrentar a LDU, no jogo de ida das oitavas de final.

"Agora é mudar a ficha porque na quinta tem a LDU, um adversário difícil, tem histórico positivo contra o Fluminense, o torcedor não gosta de jeito nenhum e temos que fazer muito melhor para sair do Maracanã com um bom resultado", concluiu Abel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.