1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Abel celebra vitória do Inter e relembra vantagem tirada

Estadão Conteúdo

17 Agosto 2014 | 12h 01

Treinador destaca que sua equipe estava nove pontos atrás do Cruzeiro e que, apesar de não ter jogado bem, conseguiu vencer

O Internacional ainda não sabe se terminará a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro na liderança, mas mesmo assim o técnico Abel Braga acredita que o time tem muito a comemorar após vencer o Goiás por 1 a 0, no Serra Dourada, na noite de sábado. Afinal, ele lembrou que o time conseguiu tirar a larga vantagem que o Cruzeiro tinha na classificação do torneio.

"Estávamos há pouco tempo a nove pontos do Cruzeiro e agora acabamos com esta vantagem. Hoje não tivemos uma atuação espetacular, mas também não deixamos o adversário jogar", avaliou o técnico, admitindo que o time não teve grande atuação diante do Goiás.

Com o resultado, o Inter assumiu a liderança provisória do Campeonato Brasileiro, com 31 pontos, um a mais do que o Cruzeiro, que vai enfrentar o Santos neste domingo, às 16 horas, no Mineirão, e precisa só de um empate para retomar a primeira posição.

O meia D''Alessandro lembrou que a dianteira só foi alcançada graças a uma sequência de triunfos no torneio. "Emendar cinco vitórias não é fácil. O futebol brasileiro é muito difícil. Mas nossa equipe está concentrada e trabalhando forte para seguir na briga pelo título", disse D''Alessandro.

O meia Alex adotou discurso parecido e destacou que agora o time está definitivamente na luta pelo título brasileiro. "Nossa parte foi feita. A gente sabia que precisava engatar uma sequência de vitórias para brigar pelo topo. Fizemos um jogo melhor e, também com sorte, merecemos o resultado", afirmou.

Satisfeito, o vice-presidente de futebol Marcelo Medeiros espera que o Inter mantenha o bom momento no Brasileirão na próxima quarta-feira, quando o time vai receber o São Paulo no Beira-Rio. "Demos um importante passo. O campeonato é muito difícil, por isso vamos precisar do apoio da torcida já na quarta-feira contra o São Paulo", projetou.