Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Acordo por Clayson envolve venda de dois atacantes do Corinthians à Ponte

Claudinho e Léo Artur devem ser cedidos em definitivo para o clube de Campinas

Nathalia Garcia, O Estado de S. Paulo

15 Maio 2017 | 16h40

Corinthians e Ponte Preta acertam na tarde desta segunda-feira os últimos detalhes da negociação envolvendo o atacante Clayson. O acordo engloba uma quantia financeira - cerca de R$ 4 milhões - e os atacantes Claudinho e Léo Artur, que devem ser vendidos em definitivo para o time de Campinas. O acerto prevê que o Corinthians mantenha uma porcentagem dos direitos econômicos da dupla.

Dessa forma, o Corinthians não teria problemas com a regra que permite o empréstimo de até três jogadores de um clube da mesma divisão. Lembrando que o zagueiro Yago e o atacante Lucca, que pertencem ao Alvinegro, estão emprestados para a Ponte Preta desde o início da temporada.

Clayson passará por exames médicos nesta terça-feira e, se não ocorrer qualquer problema de ordem médica ou jurídica, a assinatura do contrato válido por quatro temporadas será feita entre terça e quarta-feira. No Corinthians, o negócio é dado como 90% certo. A Ponte Preta detém 40% dos direitos econômicos do atacante, enquanto os 60% restantes pertencem ao Ituano.

Eleito revelação do Campeonato Paulista, Clayson chega para reforçar o setor ofensivo do time de Fábio Carille. O treinador conta hoje com Romero, Léo Jabá e Clayton nas pontas. Escalado para a estreia da Ponte Preta no Campeonato Brasileiro, o atacante brilhou na "despedida" com dois gols na vitória sobre o Sport por 4 a 0, no Moisés Lucarelli.

Com a saída de Clayson e ida de William Pottker para o Internacional, a reposição de peças no ataque é prioridade da Ponte Preta. Sem espaço no Corinthians, Claudinho foi emprestado ao Santo André no Campeonato Paulista. Já Léo Artur vestiu a camisa do Audax e voltou a treinar com o time alvinegro, mas não será aproveitado por Carille. Assim, ambos chegam para suprir a carência da equipe de Gilson Kleina.

A negociação entre Corinthians e Ponte Preta por Clayson teve início há cerca de dois meses, mas a tratativa foi interrompida devido à possibilidade de confronto entre as equipes na reta final do Campeonato Paulista. Na decisão do Estadual, o Corinthians levou a melhor e ficou com a taça. As conversas foram retomadas na última segunda-feira e as bases do contrato foram delineadas em uma reunião na sexta da semana passada.

Mais conteúdo sobre:
Futebol Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.