Divulgação/Atlético-MG
Divulgação/Atlético-MG

Acuado, São Paulo joga mal e perde para o Atlético-MG em Belo Horizonte

Time do Morumbi perde fora de casa e pode voltar à zona de rebaixamento ainda nesta rodada

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2017 | 23h40

O São Paulo foi completamente dominado pelo Atlético-MG na última quarta-feira, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, e agora depende de seus rivais diretos na tabela para não voltar à zona de rebaixamento ainda nesta rodada.

Com gol de Fábio Santos de pênalti, o Atlético venceu por 1 a 0 e teve pelo menos mais três chances claras de gol que pararam no goleiro Sidão, o melhor em campo no time tricolor.

São Paulo pode perder Cueva por até quatro jogos na reta final do Brasileirão

Errando no posicionamento, nos passes e na marcação, o São Paulo só apareceu com pressão no jogo nos 10 minutos finais, mas ainda pecando nas finalizações. O resultado mantém o time 31 pontos, a um das últimas posições da tabela. Se Fluminense, Sport e Ponte Preta vencerem nesta quinta, o time volta à 17ª colocação. Já o time da casa respira com a segunda vitória seguida. Vai a 37 pontos, na 8ª posição, e se afasta dos times que lutam para não cair.

O JOGO - O time tricolor mal conseguiu passar do meio de campo nos primeiros dez minutos de jogo, e se viu dominado na maior parte da primeira metade de jogo. O Atlético insistia nas jogadas pelas laterais, e criou boas oportunidades com Valdívia e Cazares. Robinho, de frente para Sidão, perdeu a primeira chance real de abrir o placar a favor dos mineiros. Foi parado no goleiro e, no rebote, Fred se desequilibrou e chutou para fora. 

Aos 16 minutos, depois de cruzamento na área, Felipe Santana fez o desvio e Sidão defendeu. O zagueiro tentou aproveitar o rebote, mas parou novamente nas mãos do goleiro, muito perto da linha do gol. O time mineiro pediu gol, mas a arbitragem não confirmou. Bem posicionado, Robinho era o principal articulador das jogadas ofensivas do Atlético. De fora da área, Valdívia tentou, mas Sidão pulou para pegar, na terceira boa defesa do goleiro são-paulino no primeiro tempo.

No início do segundo tempo, Bruno Alves fez pênalti em Valdívia e Fábio Santos converteu, aos 6 minutos. Nem a pressão de estar atrás no placar fez o São Paulo acordar no jogo. Apático, teve duas únicas oportunidades de gol em cabeçadas de Lucas Pratto. O Atlético continuou pressionando, e só não ampliou o placar por causa das boas defesas de Sidão, que fechou a meta tricolor.

Nos 15 minutos finais, o Atlético se fechou, tentando segurar o placar, e o São Paulo ganhou espaço. Tornou-se mais ofensivo, mas não conseguiu ser efetivo nas infiltrações. Em lançamentos pelas laterais, o time paulista tentava entrar na área do Atlético, mas não conseguia finalizar.

Ficha técnica:

Atlético-MG 1 X 0 São Paulo

Atlético-MG: Victor; M. Rocha, F. Santana, Gabriel e F. Santos; Adilson, R. Bernardo, Cazares (Otero) e Valdívia (Clayton); Robinho e Fred (Rafael Moura). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

São Paulo: Sidão; Militão, Rodrigo Caio, Bruno Alves e Júnior Tavares; Petros, Gomez (Jucilei), Hernanes (Shaylon), e Lucas Fernandes (Maicosuel) e Marcos Guilherme; Lucas Pratto. Técnico: Dorival Junior. 

Gol: Fábio Santos, aos 6 minutos do 2º tempo.

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC).

Cartões amarelos: Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio e Robinho

Renda: R$ 296.355,00

Público: 17.606

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.