Aidar nega atraso nos salários de Muricy Ramalho no São Paulo

Quando chegou ao estádio do Morumbi, antes do clássico contra o Santos, técnico não quis comentar o assunto

Gonçalo Júnior, Estadão Conteúdo

24 Agosto 2014 | 16h09

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, negou neste domingo que os salários do técnico Muricy Ramalho estejam atrasados há três meses. A informação foi divulgada pela edição desta semana da revista Veja.

"Eu tinha certeza de que o salário estava a par. Mas fui tirar a dúvida. Cheguei ao vestiário e perguntei ao Muricy. Ele disse que não, que está com tudo em dia", afirmou o presidente, antes do clássico com o Santos, no Morumbi.

Quando chegou ao estádio, antes do clássico, Muricy não quis comentar o assunto. "É uma notícia maldosamente plantada. Quem cuida das finanças dele é a esposa e ele se certificou agora", afirmou o presidente.

Mais conteúdo sobre:
Futebol São Paulo FC Muricy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.