1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Alan Kardec mal chegou ao Palmeiras e já virou intocável

Raphael Ramos - O Estado de S. Paulo

08 Agosto 2013 | 07h 30

Com quatro gols nos cinco primeiros jogos, um deles um golaço, atacante está com moral alto no clube

SÃO PAULO - Ao lado de Valdivia, Alan Kardec é o símbolo da boa fase do Palmeiras na Série B do Campeonato Brasileiro. Em cinco jogos, ele marcou quatro gols, sendo o último deles, contra o São Caetano, na terça-feira, um golaço.

O ótimo início do atacante no clube é idêntico ao de Barcos, que rapidamente virou ídolo da torcida, mas foi para o Grêmio no início da temporada. No ano passado, em seus cinco primeiros jogos pelo Alviverde, o argentino também balançou as redes quatro vezes.

Contratado do Benfica por empréstimo até junho de 2014, Alan Kardec chegou ao Palmeiras no início de julho e logo se adaptou ao elenco, fato bastante elogiado por Gilson Kleina. Como o atacante estava sendo pouco aproveitado no clube português, a comissão técnica temia que ele sentisse a falta de ritmo de jogo. Mas não foi isso o que aconteceu.

Depois de realizar treinos específicos para recuperar a forma física, Alan Kardec estreou no dia 20 de julho, no segundo tempo da vitória por 3 a 2 sobre o Figueirense. Apesar de ter passado em branco, o atacante entrou bem no jogo e, após cabecear uma bola na trave, viu Valdivia aproveitar o rebote e marcar o gol que garantiu a vitória do Alviverde.

Contra o Guaratinguetá, Alan Kardec voltou a entrar na etapa final, mas não repetiu o desempenho da partida anterior. O atacante, no entanto, foi à forra diante do Icasa, no Pacaembu, jogo em que marcou dois gols. A bela atuação garantiu ao jogador um lugar entre os titulares na partida seguinte e Kardec não decepcionou: foi dele o primeiro gol da vitória por 2 a 1 sobre o Bragantino.

Terça-feira, contra o São Caetano, o Palmeiras completou oito jogos de invencibilidade (sete vitórias e um empate), manteve-se na liderança isolada da Série B e o atacante, mais uma vez, foi um dos destaques da equipe por ter driblado quatro defensores e marcado um golaço.

Ontem, Alan Kardec curtiu a bela atuação do dia anterior e foi cumprimentado por companheiros e funcionários do clube. Depois de realizar um treinamento leve, o jogador conversou rapidamente com alguns jornalistas e não escondeu a sua satisfação. “Cada gol tem a sua importância, mas o de ontem (terça-feira) foi um dos mais bonitos da minha carreira.”

Com o moral elevado, Alan Kardec virou titular absoluto. Prova disso é que, independentemente do esquema tático escolhido por Gilson Kleina, 4-3-3 ou 4-4-2, o atacante está garantido na equipe. Versátil, o jogador pode atuar tanto como um típico centroavante, dentro da área, como mais recuado.

De saída? O volante Wesley estaria nos planos do Atlético-MG, que teria interesse em contratá-lo por empréstimo até o fim do ano. O diretor executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro, no entanto, disse não ter conhecimento de nenhuma oferta pelo jogador.