1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Alan Kardec pede que São Paulo esqueça tropeços recentes

FERNANDO FARO - O Estado de S. Paulo

03 Setembro 2014 | 19h 17

"Aquilo ficou para trás, não podemos ficar pensando naquilo, mas precisamos buscar o resultado", diz o atacante titular de Muricy

O fantasma dos vexames do São Paulo diante de times menores voltou a dar as caras no clube após a derrota para o Criciúma, na semana passada, na Copa Sul-Americana. Agora, o time tricolor tenta esquecer o trauma das eliminações recentes com uma boa vitória diante dos catarinenses e precisa de apenas uma vitória simples para espantar a zebra.

Os números impressionam: em novembro passado, o São Paulo caiu para a já rebaixada Ponte Preta na semifinal da Sul-Americana; neste ano, o time foi eliminado em casa para Penapolense, no Campeonato Paulista, e Bragantino, pela Copa do Brasil. A última derrota deixou o clube à beira da crise, mas a reação no Campeonato Brasileiro acalmou os ânimos.

Clayton de Souza/Estadão
Kardec está de volta após ser poupado na quinta

"Aquilo ficou para trás, não podemos ficar pensando naquilo, mas precisamos buscar o resultado. Fizemos um gol fora e agora precisamos buscar o resultado sem pensar no Bragantino. Se empatarmos ou perdermos, acabou ali. Quando se veste a camisa do São Paulo você precisa sempre disputar o título", disse Alan Kardec.

Para reduzir o risco de uma tragédia, o técnico Muricy Ramalho resolveu escalar força máxima para o duelo. Desta forma, o São Paulo terá Kaká, Paulo Henrique Ganso, Alexandre Pato e o próprio Alan Kardec em campo.

O atacante voltou a bater na tecla de que é preciso pensar na Sul-Americana e, ao menos provisoriamente, deixar o Brasileirão de lado. "Estamos com uma desvantagem mínima e todos são jogadores de qualidade. Independente de quem venha jogar, todos têm condições de desempenhar ali. A força do torcedor é muito importante e jamais deixou de apoiar, isso pode fazer a diferença, como foi contra o Santos".