Dida Sampaio/AE
Dida Sampaio/AE

Aldo destaca cooperação com governo britânico e condena roubo de dados

Equipe brasileira do Rio/2016 se valeu de documentos britânicos dos Jogos de Londres sem pedir permissão

Eduardo Bresciani, O Estado de S. Paulo

25 Setembro 2012 | 16h24

BRASÍLIA -  O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, destacou a cooperação entre os governos brasileiro e britânico e voltou a condenar o roubo de dados do comitê londrino por integrantes da organização da Olímpiada de 2016 no Brasil. O ministro reafirmou que considera "lamentável" o episódio, mas destacou que o problema envolveu dois órgãos privados.

"É uma relação entre dois entes privados, comitê Rio/2016 e o comitê britânico. Os dois agiram em conjunto para tomar providências diante desse episódio lamentável. O governo brasileiro começou uma cooperação com o governo britânico e há a máxima boa vontade do governo deles, o que torna esse episódio mais condenável, uma vez que o governo do Reino Unido está disposto a cooperar em todas as áreas", disse o ministro após um encontro com técnico Luiz Felipe Scolari, demitido do Palmeiras e que poderá ter algum cargo na Copa do Mundo.

Aldo afirmou que o episódio tem de servir de "lição" e disse que cabe às autoridades britânicas fazer alguma investigação se julgar necessária, visto que o caso aconteceu em Londres. Observou que foram identificadas dez pessoas que teriam realizado o roubo de dados e que a ação deste grupo deve ter sido conjunta. "Foram identificadas dez pessoas, então essas pessoas devem ter agido em conjunto." Ele disse que cabe ao comitê britânico decidir o que pode ser divulgado sobre o caso.

O ministro comentou ainda a necessidade de alternância de poder nas confederações esportivas. Ele afirmou que o tema está na base do diálogo, mas que alguma medida legislativa poderá ser tomada no futuro. Para o ministro, a alternância, além de ser democrática, poderia dar mais confiança a investidores e patrocinadores. O ministro não quis citar casos específicos, mas Carlos Arthur Nuzman está na presidência do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) desde 1995.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.